O que o casamento desfeito pode fazer compreender

Quantas vezes você suportou falhas e defeitos como que fazendo de conta que seu par era perfeito.

Quantas vezes você deixou a si mesmo de lado, seus sonhos, anseios e desejos para fazê-lo feliz.

Quantas vezes você ignorou a mentira, se deixando enganar-se e aceitando como verdade o que estava claro que era inverdade.

Quantas vezes você concedeu, mesmo que não devia conceder evitando assim conflitos desnecessários.

Quantas vezes você ficou quieto quando tinha razão para falar, pensando em não magoar.

Mas apesar de tudo isso, tudo chegou ao fim. E é neste momento que vem aquela sensação de vazio junto com a pergunta que ecoa de dentro do seu coração: E o que vou fazer agora?

Apesar de não saber o que fazer, você passa a compreender muitas coisas:

Compreende o perigo de permanecer dentro da zona de conforto, onde o dia a dia pode abalar o que parecia inabalável.

Compreende o que é acordar todos os dias sozinho e ter como companheiro um enorme sentimento de inutilidade e rejeição.

Compreende que esse mesmo dia a dia, pode ser a solução para a dor, dor que os outros não sabem como é sentir, mas que tentam de alguma maneira ajuda-lo a superar.

Compreende que é tênue a linha entre amor e ódio e entre paixão e a revolta.

Compreende que na vida temos muitas fases, umas boas e outras ruins, que iniciam e terminam rápidas e lentas, e que o casamento é feito de muitas delas, que podem ou não ser superadas.

Compreende que o tempo dói, mas somente ele pode ser força motivadora para reerguer.

Compreende que se pode ressurgir das cinzas, que se pode amar mais e que não deve amar ninguém mais do que si mesmo.

Compreende que se encontra muito mais motivação para aquilo que não se tinha antes, como a dieta que nunca continuou ou a academia que tantas vezes parou e entende que você é capaz de chegar muito mais longe do que imaginava chegar.

Compreende que tem de se apegar a algo, não importa se são os filhos, a carreira, ou os cuidados com sigo mesmo, mas o importante é encontrar um motivo para simplesmente continuar.

Compreende que na verdade não foi você não foi injustiçado e sim você que foi injusto consigo mesmo em achar que não era capaz de superar.

Compreende que existe um mundo muito maior do que imaginava, onde se têm muitos outros motivos para ser feliz.

Compreende que se pode voltar a amar e ser amado e desejar e ser desejado, e o que é melhor, muito mais do antes.

Por fim compreendemos a maior de todas as lições: Que ao contrário do que você imaginava ainda tem todos os motivos para ser feliz!

2 Comentários


  1. I was very pleased to uncover this website. I need to to thank you for your time for this particularly wonderful read!! I definitely savored every little bit of it and i also have you bookmarked to check out new information in your site.


  2. TEM UM ANTIGO CONTO ITALIANO QUE DIZ: ” QUANDO VOCÊ NASCE, RECEBE DO SEU CRIADOR UMA MISSÃO, CONSTRUIR UMA CAMA. ELE NOS FORNECE AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS, E NOS DÁ O TEMPO PARA ISSO. MAS ELE NOS AVISA: CUIDE DE CONSTRUIR DA MELHOR FORMA POSSÍVEL, POIS QUANDO EU VIER SUPERVISONA-LA, É VOCÊ QUEM VAI DEITAR NELA”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.