Os muitos “eus” dentro de mim

Se olharmos bem para nós mesmos verá que existem muitos “eus’ dentro de nós. A cada dia conheço um “eu” diferente e me surpreendo com isso.

Conheci o “eu” amável, capaz de fazer de tudo pela pessoa amada como se ambos fossem um único “eu” existente dentro de mim.

Conheci o “eu” feliz, que não permite que nada possa estragar a alegria, mesmo quando se tem todos os motivos para estar triste.

Conheci o “eu” egoísta, que só pensa em si mesmo, sendo capaz de passar por cima de muitas coisas para satisfazer a si próprio.

Conheci o “eu” carente, que suplica companhia e afeto nos momentos mais difíceis.

Conheci o “eu” queixoso, que se queixa de tudo e de todos e não é capaz de valorizar aquilo que tem.

Conheci o “eu” pai, que se esquece de si mesmo apenas para cumprir o seu papel de fazer um filho feliz.

Conheci o “eu” louco, que age inconseqüente e como quem nunca deveria prestar contas sobre seus atos.

Conheci o “eu” amigo, capaz de apoiar e ajudar os outros nos momentos que estes mais precisam.

Conheci o “eu” humorado, fazendo com que as pessoas se alegrem e se sintam bem ao seu lado.

Conheci o “eu” mal humorado e percebi que às vezes nem eu agüento meu próprio “eu”.

Conheci o “eu” confuso, incapaz de tomar decisões sobre quais caminhos tomar, mesmo nas mais simples situações.

Bem, não sei ao certo quantos “eus” conheci e nem quantos outros conhecerei na minha vida.

Não sei por que temos tantos “eus” diferentes e porque se afloram em diferentes momentos da nossa vida.

Não sei se meus “eus” são adaptáveis às circunstâncias ou se são instáveis a elas.

Não sei por que às vezes, sinto até que eles conflitam entre si, numa espécie de luta entre o bem e o mal.

Não sei quais deles são sábios e quais são tolos.

Somente duas coisas eu realmente tenho certeza:

Os meus diferentes “eus” nos tornam imprevisíveis, pois nunca sabemos qual, quando e onde cada um deles se manifestará.

São tantos “eus” dentro de mim, que nem sei mais se sou eu que acabou de escrever tudo isso!

2 Comentários


  1. Estou conversando com um amigo exatamente sobre esse assunto, o quão dificil é lutar diariamente com nossos eus, é um fardo doloroso, que muitas das vezes, nos faz tomar decisoes precipitadas.


  2. Puxa!……………………….

    Estava “eu” procurando na internet algo sobre o assunto,pois me sinto exatamente assim em momentos variados de minha vida, e achei esse maravilhoso texto! onde descreveu-me em detalhes, parecia “eu” a escrever!

    Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.