Uma “Marca” que só você pode “Construir”

Quase todos os profissionais sabem que devem investir no seu marketing pessoal, porém poucos sabem como “construir” uma marca pessoal. Primeiramente, é importante dizer que investir em marketing pessoal é apenas uma das maneiras de construir uma marca pessoal, por isso, vou dar-lhe quatro dicas para ajudá-lo nisso:

Faça algo diferente

Profissionais que se destacam dos demais, conseguem isso porque são de algum modo diferentes. Fuja do que chamo de comoditização profissional, ou seja, um monte de profissionais sem nenhuma diferenciação. A diferença pode ser obtida através de diversas maneiras, no entanto, normalmente é pela somatória de pequenos fatores que o profissional faz, ou que seja, estar  acima da média é que o diferenciará. Exemplificando, se você é muito criativo, destaca-se dos demais, por evidenciar o quanto a sua criatividade  pode ser útil para o seu ambiente profissional. Assim, quando outros pensarem no assunto, o nome de quem virá a mente dos seus pares?

Nunca passe despercebido
Quantas chances profissionais  de construir uma marca pessoal e simplesmente são desperdiçadas por falta de iniciativa por parte do profissional. Sempre aproveite maneiras de deixar sua marca pessoal por onde passa. Por exemplo, digamos que esteja fazendo um curso de longa duração, como uma pós-graduação, será que algum ex-professor lembrar-se-ia de você, só pelo nome, cerca de dois semestres após ter-lhe dado aulas? Se você firmou sua marca pessoal, isso não seria difícil. Isso poderia ser conseguido, por exemplo, por oferecer artigos ou informações importantes, ou por emprestar um livro ao seu professor.
Se você tem habilidades em comunicação, porque não se oferecer para ministrar uma palestra sobre um assunto que domine na sua faculdade? Isso pode ser o início de uma construção de marca pessoal. Não importa o que você faça, mas fuja da medianidade, por que são os melhores e os piores que são lembrados, nunca os medianos.

Comunique-se adequadamente
Habilidade de comunicação é fundamental para a construção de uma marca profissional. Pode até parecer estranho, mas durante anos palestrando e desenvolvendo treinamentos profissionais, aprendi que muito mais importante do que você fala é como você fala. As pessoas, de modo geral, admiram muito mais pessoas que dizem frases comuns de modo extraordinário do que aquelas que dizem frases extraordinárias de forma comum. Diante disso, capriche nas apresentações. Se possuir bom humor ou facilidade de fazer os outros rirem, procure transmitir informações desse modo, mesmo quando tratar-se de informações técnicas. Nunca perca a platéia, deixando-a “dormir” ou “vaguear” em seus discursos. Se puder transmitir algo em 30 minutos de modo disperso, prefira fazer isso em 15 minutos de modo emocionante. Lembre-se que informação é importante, mas embalá-la para presente poderá torná-la algo inesquecível.

Faça algo pessoal com o qual possa orgulhar-se
Durante anos observando profissionais com marcas fortes, aprendi que elas estão atreladas ao que o profissional é como pessoa, bem como aos seus valores e realizações pessoais. Se dedicarmos todo nosso recurso em criar uma imagem profissional, mas ela não refletir o que somos na vida real,  cedo ou tarde, isso irá prejudicar nossa reputação. Isso envolve os nossos valores e atributos pessoais que devem ficar evidentes às pessoas em nossa volta, principalmente hoje, onde cada vez mais caminhamos para inseparabilidade entre vida profissional e pessoal.
As pessoas admiram aquelas que realizam algo extraordinário em sentido pessoal, especialmente quando feito saber a outras pessoas. Isso trás inúmeros benefícios pessoais, que vão da auto-realização a ajuda prestada a outras pessoas. Existem diversas maneiras de realizar algo pessoal com que podemos nos orgulhar, como por exemplo, auxiliar pessoas em estado terminal, visitar abrigos de idosos e crianças carentes, voluntariar-se na sua área de atuação profissional e muitas outras. Existem também realizações nas quais dedicamos uma vida inteira ou parte dela, como a adoção e apadrinhamento de crianças ou de parentes carentes e cuidados especiais a pais idosos.
De qualquer modo, após dedicar tanto tempo e recursos nessas atividades, aprendemos que somos mais beneficiados pelas recompensas obtidas do que aqueles que de alguma maneira ajudamos.
Com certeza, existem inúmeras outras maneiras para construirmos a nossa Marca Pessoal, mas se você seguir essas dicas, com certeza estará investindo pesado na consolidação da marca chamada VOCÊ.

Conheça a palestra sobre Marketing Pessoal de Anderson Hernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.