Saudades que sinto

Quando era criança, como todas as crianças que conhecia, queria ser gente grande, sonhava com o casamento, minha casa e até meus filhos. Sonhava também em viver no mundo dos Jatsons, com uma vida tecnológica. Hoje olho para minha vida vejo que conquistei tudo o que queria, mas sinto saudades do tempo em que era criança.

Confesso que outro dia desejei ficar um dia todo sozinho longe dos meus filhos, pois me sentia  cansado, cansado de dar tanta atenção, de ter que brincar tanto e de ouvir tanto barulho. Com um pouco de esforço consegui um dia de paz e descanso, mas nesse momento percebi que senti saudades, saudades do barulho, de dar atenção e saudades dos meus filhos.

Às vezes sinto saudades de coisas que tive e fiz e hoje não posso mais. Coisas do tempo em que era criança, de quando era solteiro e de quando já era casado, mas o engraçado é que percebi que também sinto saudades de coisas que nunca tive e nunca pude fazer, como se as tivesse tido e feito.

As pessoas que perdemos são uma capitulo a parte da saudade, não importa se passamos a vida inteira ao lado de uma pessoa e ou se foi apenas alguns dias. Podemos ter conhecido alguém há anos ou há poucos dias e simplesmente podemos sentir saudades irreprimíveis.

Algumas perdas nos deixam saudades. Podemos perder aquilo que nunca imaginávamos ou aquilo que já esperávamos e ainda assim, nunca aceitar. Se não podemos aceitar as perdas da vida, apenas nos cabe entender que elas fazem parte da vida.

O tempo vai passando e sinto saudades de quando era mais jovem, lembrando de quando tinha mais disposição, mais força física e até mais cabelo. Hoje tudo isso só deixou lembranças e saudades, mas o tempo não pára e sei que um dia vou me lembrar dos dias de hoje e pensar que tinha mais cabelo, disposição, força física e ainda por cima vou pensar como eu era jovem.

A saudade pode ser amiga e inimiga, machucar ou curar, às vezes é coerente e outras totalmente incoerente, alegre e triste, muito triste, constrói e destrói, mas apesar de tudo, a única certeza que tenho, é que a minha vida não seria a mesma se eu não sentisse mais saudades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.