Os cursos técnicos e a formação profissional

Há anos vem se discutindo sobre a formação de profissionais em cursos técnicos e a equivalência desses cursos aos cursos de graduação. Antes de tudo, em minha opinião, o curso técnico não se equivale diretamente ao curso de graduação, seja ele bacharelado ou tecnológico, porém, considero valiosíssimo para a formação inicial de um profissional e a seguir explico as minhas razões.

Um profissional que participa de um curso técnico consegue ingressar no mercado de trabalho em tempo mais curto que um profissional que faz, por exemplo, um curso de bacharelado. Isso se pelo motivo de que em aproximadamente 18 meses o profissional técnico recebe um diploma de formação, possibilitando atuar nela, diferentemente do outro profissional que precisará de 48 meses ou mais para formar-se.

Em alguns casos, os cursos de graduação tornaram-se cursos totalmente dispersivos, perdendo completamente o foco e com isso deixando de dar uma formação adequada ao profissional, diferentemente da maioria dos cursos técnicos, que por serem de curta duração, precisam de foco para possibilitar o profissional o preparo necessário para atuar na área.

Uma pesquisa recente, realizada pelo Centro Paula Souza, ligada ao Estado de São Paulo, aponta que a empregabilidade dos alunos formados em escolas técnicas é de 73%, o que considero excelente. Além disso, a remuneração média aumentou 22% em relação à pesquisa anterior. Esses dados só enfatizam que a profissão técnica ainda é valorizada por muitas empresas que perceberam que é possível encontrar pessoas, a qualificação procurada.

Outra opção a esses profissionais são os cursos de graduação de curta duração ou tecnológicos, onde por um período de aproximadamente 24 meses, o profissional recebe um diploma de formação superior, com direito a inclusive ingressar em um curso de pós-graduação se assim desejar. Apesar desses cursos se proliferarem pelas faculdades e universidades do Brasil, alguns profissionais e empresas, na maioria das vezes por falta de informação, menosprezam profissionais formados nesses cursos. Sobre esse assunto, há alguns anos atrás publiquei um artigo que poderá ser acessado no meu site.

De qualquer modo, enfatizo o que tenho dito durante anos a estudantes de graduação e de escolas técnicas na qual realizo palestras em todo o Brasil: Tão importante quanto ter uma formação técnica é ter habilidades e comportamentos que o mercado valorize, pois a formação não é tudo em um profissional. Assim, pense em como o seu marketing pessoal, sua capacidade de comunicação, seu trabalho em equipe, seu modo de lidar com problemas e seu equilíbrio emocional, para citar apenas algumas características, contribuem para seu sucesso profissional e aumentam a sua empregabilidade. Se você fizer isso terá diferenciais que o valorizarão no tão competitivo mercado de trabalho.

1 Comentário


  1. I loved as much as you will receive carried out right here. The sketch is tasteful, your authored subject matter stylish. nonetheless, you command get got an edginess over that you wish be delivering the following. unwell unquestionably come further formerly again since exactly the same nearly very often inside case you shield this increase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.