No dia do contador pare e pense: Você vai sobreviver?

* por Anderson Hernandes

A profissão contábil vive um momento altamente desafiador e será a postura do profissional hoje que vai determinar a sua sobrevivência no mercado. Atualmente a contabilidade tornou-se uma profissão de alto risco e repleta de armadilhas que exige um profissional altamente preparado e raro no mercado. Reunir numa única pessoa todo o amplo conhecimento necessário para todas as possíveis funções da profissão é praticamente impossível. Apesar disso, é factível existirem profissionais especializados em poucos temas e assim minimizar o risco de um profissional generalista que entende de tudo um pouco, mas não conhece nada com profundidade.

A sobrevivência da classe contábil exige um profissional que dedique parte do seu tempo em pesquisa e estudo, acompanhando e entendendo toda a mudança de cenário que ocorre a cada dia. Exige também uma nova postura profissional em relação a valorização dos seus serviços, cobrando um preço justo e proporcional a todo risco envolvido.

Palestrando para profissionais da contabilidade em todo o Brasil, vivencio que ainda existe pouco interesse dos profissionais pela educação continuada e a maior parte dos eventos promovidos pelas entidades da classe tem reunido um publico predominantemente de estudantes e não de profissionais em atuação. Quando questiono para os organizadores os motivos da ausência desses profissionais ouço que eles estão tão envolvidos com rotina profissional que não tem tempo para estarem ali presentes.

Profissional que não dedicar tempo para atualização profissional vai sofrer as consequências da inaptidão na tomada de decisão e na execução das suas tarefas. Atualmente falta preparo e qualificação em diversas áreas da profissão e isso só não é mais evidente porque o contratante dos serviços contábeis não conhece as suas próprias necessidades. Essa falta de qualificação torna-se visível quando as empresas são autuadas e nesse ponto o profissional passa a ser responsabilizado pelos seus erros e omissões.

A atividade contábil é uma das mais promissoras profissões da atualidade, porém essa realidade ainda é para poucos. O mercado contábil precisa de novos profissionais, com alto grau de qualificação e que saibam cobrar adequadamente pelos seus serviços profissionais, algo que esbarra em outra deficiência profissional: saber vender a si mesmo e seus serviços. Portanto nesse dia do contador, pare um pouco e pense se você é o profissional que o mercado almeja e compreenda a necessidade de reaprender a profissão, aprender a valorizar-se e acima de tudo sobreviver à nova realidade do profissional contábil da atualidade.

* Anderson Hernandes é palestrante e escritor especializado em Marketing e Marca Profissional autor de 7 livros dentre eles Estratégias de Marketing Contábil e O Poder da Marca Pessoal nos Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.