Iniciar negócio contábil com o cônjuge

Começando Empresa Contábil Juntos

Empreender ao lado do companheiro(a) vem se tornando cada dia mais comum no mercado.

Mas, como realizar esse sonho de empreender do zero? Como começar uma empresa contábil junto ao seu cônjuge?

Neste conteúdo vou contar um pouquinho do percurso de um casal que vem tendo sucesso no seu empreendimento contábil.

Trabalhando juntos

Esteve em uma das nossas imersões com o casal Joel e Maitê. Eles moram em uma cidade do Sul do país, relativamente pequena.

Diante do tamanho da cidade a possibilidade de fazer um trabalho prospecção é um desafio, mas isso não intimida o casal.

Maitê disse que na cidade eles contam com cerca de 3500 empresários, considerando MEIs e ONGs, e existe um número alto de escritórios tradicionais que são “herança” de outras gerações na cidade.

Este cenário é bastante desafiador e mesmo assim o casal resolveu arriscar e empreender.

O casal montou o escritório há pouco tempo, cerca de 2 anos e meio, e os dois começaram a trabalhar juntos.

Começaram juntos a empresa de contabilidade
Joel e Maitê decidiram começar juntos a empresa de contabilidade

Eles foram muito estratégicos para iniciar o escritório: ela ficou um tempo trabalhando sozinha no novo empreendimento e ele continuou trabalhando na empresa que estava, atuando em uma dupla jornada.

Para iniciar a estruturação da empresa o casal optou que a Maitê se desligasse da empresa que trabalhava para fundar o escritório, e somente depois de 1 ano quando sentiram uma situação mais segura, Joel também se desligou do seu trabalho para poder assumir o escritório com a esposa.

E as tarefas da empresa são divididas entre o casal. A Maitê cuida da parte operacional e de legalização e o Joel fica com a parte financeira, desenvolvimento de marketing e comercial.

E mesmo vindo de uma cidade relativamente pequena, como citado acima, e com um escritório iniciante entre outros tradicionais, eles acreditam no potencial de crescimento do escritório  utilizando as estratégias de marketing de forma correta e, por isso procuraram a nossa imersão.

E identificaram na imersão inúmeras possibilidades, inclusive o uso de várias ferramentas e entenderam como podem ser aplicadas com clareza no negócio.

E eles disseram que pensam no uso dessas ferramentas para auxiliá-los não somente no mercado local, mas também no mercado regional e quem sabe o nacional.

A vontade de empreender e trazer algo novo para o mercado foi o fator impulsionador do casal.

Os Desafios no caminho

Joel sempre teve contato com público e viu na contabilidade a oportunidade de voltar para este meio. Ele já trabalhava na área financeira e tinha tido contato com o mercado contábil ao trabalhar numa empresa de software.

E Maitê gosta muito do que faz e enxerga um longo caminho para a empresa, mas é claro que nem tudo são flores.

Ela disse que o principal desafio, no caso deles que trabalham apenas com uma colaboradora, é o de conciliar as atividades, isso porque o escritório não para e contar com apenas uma colaboradora acaba dificultando muito a saída deles da empresa e etc.

Saindo da nossa imersão, eles sabem que terão um grande trabalho para pôr em prática na empresa deles tudo o que aprenderam e estão dispostos a lutar pelo seus sonhos.

Enfrentaram os desafios e não desistiram dos sonhos
Estão dispostos a enfrentar os desafios do empreendedorismo do mercado contábil e lutar pela realização dos sonhos

Investir numa imersão é importante, mas, mais importante ainda é entender sobre a importância de colocar tudo em prática.

Nessa fase inicial eles terão que conciliar as atividades, durante o horário comercial devem fazer o trabalho habitual, mas só terão resultados de fato quando conseguirem dedicar estrategicamente após este tempo “normal”, no contratempo, para aplicar as estratégias de marketing que aprenderam na imersão.

Eles terão dificuldade também por serem praticamente sozinhos. O fator humano é fundamental e quando se está sozinho acaba tendo maiores dificuldades no processo.

O casal saiu com uma meta da nossa imersão que é: atingir a contratação de 10 colaboradores para a empresa.

Isso porque eles entenderam que um time com 10 profissionais traz condições muito maiores de articular novas possibilidades, terão pessoas para ajudar no processo e para ajudar que a empresa continue performando.

Para performar e escalar a dedicação é fundamental e eles precisam se desligar um pouco do processo operacional e focar na estratégia do próprio negócio. 

Focados somente no operacional não é muito fácil ver além disso e esse passo, a contratação na medida que a empresa for crescendo, será muito importante para que eles possam escalar o negócio com maior facilidade.

Oportunidades no mercado contábil

O que me chamou atenção na estratégia do casal é que mesmo iniciando o escritório a tão pouco tempo estão atuando também como BPO financeiro, aproveitando o Joel que trouxe a experiência dele do mercado financeiro para isso.

Hoje em dia falamos muito sobre o BPO financeiro e o casal acabava não entendendo o que era isso, somente depois de participar de um evento realizado pelo Conta Azul em 2018 e conversar com a equipe do Conta Azul entenderam que o BPO financeiro era a terceirização do financeiro e eles já estavam fazendo isso para seus clientes há mais de 02 anos.

Depois de entender o que estavam fazendo identificaram isso como uma oportunidade para abrir um novo negócio e em Janeiro de 2019 iniciaram a empresa de BPO financeiro oficialmente e já estão com clientes em teste e querem alavancar essa nova empresa.

Eles conseguiram unir, além da experiência contábil, a experiência que tiveram em empregos anteriores para atender a seus clientes.

Entendem a necessidade de se especializarem e estudarem para o crescimento profissional e pessoal
Sempre juntos buscando conhecimento e especialização para o crescimento profissional e pessoal

E quem atua como BPO financeiro no geral está na mesma fase que eles: a inicial, hoje no mercado existem poucos cases de clientes que estão há muito tempo nessa área. A maioria está começando esse processo, então todos estão aprendendo juntos.

O início precoce do casal será muito promissor para a empresa, abrindo possibilidades de atender clientes de outras regiões.

E eles vão além no olhar do BPO, que não tem a característica fiscal, eles sabem da importância de educar o cliente pois, quanto mais dentro da realidade fiscal o cliente estiver com o seu BPO mais fácil será para que o escritório de contabilidade dele faça os processos de forma correta.

E o casal ainda deixou uma mensagem para quem está em dúvida se deve ou não iniciar o seu escritório contábil:

Estudem, se especializem e escolham um nicho e um mercado onde querem atuar, isso vai fazer com que não erre tanto no início do seu negócio, saia na frente dos seus concorrentes com um conhecimento prévio e uma meta de onde quer chegar.” (Joel)

Os nossos cursos são elaborados para dar um norte a novos empreendedores e podem direcionar você, facilitando o caminho para que atinja de fato suas metas.

Além do conhecimento técnico é importante ter técnicas de gestão, sem isso não terá sucesso no seu empreendimento.

“Nem sempre você vai conhecer tudo, é preciso abrir a sua mente e não ficar engessado ou com medo de seguir é preciso navegar em mares diferentes e buscar conhecimento sempre”. (Maitê)

2
Deixe um comentário

  Inscreva-se  
Notificação de
Thaís Nejo

Muito legal esse post! Estou planejando fazer isso com meu marido e depois de ler o post fiquei ainda mais segura por estarmos no caminho certo. Sucesso p/ nós!

Maitê Gaio Migliorini

Desejamos muito sucesso.