Como o Marketing Contábil se transformou nos últimos anos

O empreendedor contábil se depara diariamente com inúmeros desafios, e muitos deles aconteceram em razão da transformação que esse mercado sofreu.

Eu já percorri um longo caminho dentro do marketing contábil e vou dar algumas dicas exclusivas para você neste conteúdo.

Falando um pouco sobre a minha trajetória: eu já era empresário contábil e, pensando em impulsionar a minha empresa, comecei a fazer alguns cursos de marketing contábil.

Marketing e contabilidade

Me encantei com a temática dos cursos, pois eu já fazia algumas ações de marketing mas tudo muito simples e com o decorrer do tempo, fazendo os cursos, percebi que o que eu queria era sair da parte operacional e ir para a parte do crescimento da minha empresa.

E mesmo depois de fazer alguns cursos senti que deveria investir na graduação, e assim o fiz, dando início a aplicação do marketing na minha empresa e a produção de livros.

Em 2010 escrevi o livro “Marketing Contábil”. Ele não foi o meu primeiro livro, o primeiro escrevi em 2001.

Livro Marketing Contábil 2.0
Livro Marketing Contábil 2.0

E desde o meu primeiro livro eu penso que ao escrever um livro voltado ao meu público alvo pode agregar um valor muito maior ao serviços.

Eu já identificava essa dor no meu cliente, a necessidade deste tipo de informação direcionada a ele.

Nesta época do meu primeiro livro, em 2001, o SEBRAE lançou uma pesquisa mostrando a alta taxa de mortalidade das empresas e que a maioria morria antes de ter 5 anos de existência.

Estudei essas informações e escrevi o “Manual prático de sobrevivência da pequena empresa”.

Este livro foi um grande impulsionador na minha carreira e trouxe muitas oportunidades.

E em 2010, depois de ter escrito alguns livros de outras ordens, pensei “porque não escrever um livro sobre marketing contábil”?

Não existia no mercado algo que pudesse guiar os profissionais da contabilidade, o mercado sentia a falta de um material direcionado.

Vi então uma possibilidade de decolar a minha carreira dentro deste tema. Escrever um livro me deu muito mais autoridade, e este tipo de ação abre possibilidades para um profissional e traz credibilidade.

Muita coisa da minha carreira aconteceu em razão do meu livro, ainda havia muita resistência ao falar de marketing na contabilidade, por razões que envolviam o código de ética e que engessava o processo do marketing.

Conquistando espaço no mercado contábil

Nas palestras que dei sobre o livro comecei a identificar que o público não entendia plenamente a essência do marketing, mas entendia a importância dele.

Uma empresa contábil tem características muito específicas pois, se trata de um serviço de recorrência e isso traz um engessamento nas ações de marketing.

Porque um cliente contábil gera faturamento de forma recorrente e não demanda uma briga diária por clientes, como no comércio.

E desde o meu primeiro livro até hoje tudo mudou no marketing contábil.

Marketing digital

Quando eu escrevi o primeiro livro estava iniciando as ações de marketing digital de uma forma completamente diferente de hoje.

Nosso marketing envolvia basicamente um site onde tínhamos um movimento de pessoas que visitavam em razão de palavras-chave, mas a internet não fazia parte do dia a dia do nosso consumidor de serviços como é hoje.

Hoje o cliente é impactado por redes sociais, e naquela época as campanhas de marketing nas redes sociais eram impensáveis e os vídeos não eram predominantes também, pois não havia uma estrutura de canais voltados para a contabilidade como hoje.

O marketing digital permitiu o alcance de um espaço importante no mercado contábil
O mercado contábil conseguiu coquistar um espaço importante com o marketing digital

Olhando o marketing podemos ver que tudo mudou, tanto o online como o offline: hoje um influencia o outro.

O marketing offline não morreu e continua sendo muito efetivo em ações locais e direcionadas, enquanto no marketing digital isso é muito mais amplo.

Não há como filtrar muito o impacto no marketing digital, devido ao seu alcance.

Eu fui um dos precursores dentro da temática de marketing digital e isso me permitiu criar um público significativo, conseguimos ganhar um espaço importante neste mercado.

Além de mim muita gente fala de marketing hoje, e isso não me incomoda, com o tempo começaram a surgir outros influenciadores menores e outras pessoas fazendo um bom trabalho, e o termo começa ser mais discutido.

Quanto mais as pessoas procurarem pelo termo marketing contábil mais o termo será difundido e mais a minha imagem vai aparecer, o meu trabalho impacta quem procura por esse assunto.

E a medida que outras pessoas estão influenciando neste tema isso me força a me aperfeiçoar nos meus conhecimentos.

Hoje eu tenho que buscar muita coisa fora do país para trazer coisas novas ao meu público.

As pessoas têm uma expectativa muito grande em relação ao meu trabalho e para lidar com isso eu procuro partir da ideia que quanto mais eu faço nas minhas ações, melhor sou capaz de fazer.

E isso se estende ao conhecimento que transmito na minha escola de negócios, temos alunos em diferentes instâncias, desde aqueles que estão na base da pirâmide e não tem vivência no marketing contábil até aqueles que possuem uma vivência grande que já possuem estrutura de marketing e comercial, e isso me força estar cada dia mais preparado, pois sempre existirão perguntas novas.

Transmitir conteúdo implica em aprender o tempo todo também, e é preciso evoluir para atingir as expectativas, e eu tenho consciência da minha responsabilidade.

Recebemos pessoas do país todo em nossos programas e esses empreendedores acabam investindo muito para chegar até a nossa empresa e passar pelos nossos programas, e isso me faz buscar cada vez mais.

Eu acompanho muitos influencers e a maior parte ainda fala para a “base” da pirâmide, quem está começando no marketing, e eu preciso saber o tempo todo o que essas pessoas estão fazendo e qual o conteúdo que estão levando para o público, assim alinho o meu conteúdo e tenho até ideias.

Produzo muito conteúdo diariamente e muita gente me pergunta de onde saem tantas ideias.

A maior parte das minhas ideias vêm de áreas relacionadas ao marketing contábil, não diretamente ou de influenciadores que não estão no Brasil.

Participo de vários programas fora do Brasil e geralmente quando escolho algo nacional eu seleciono muito.

Muitas das minhas ideias estão também relacionadas às coisas que testamos na nossa empresa, ela acaba sendo um laboratório.

Nós temos uma área comercial com um fluxo de necessidades que se aplica ao nosso negócio e os meus alunos também me trazem muita coisa.

O tempo todo absorvo insights, até mesmo do próprio público que manda perguntas e desenvolvo essas ideias e questionamentos.

Concomitante a minha carreira como empreendedor digital tenho a minha empresa contábil, a Tactus.

Como lidar com tudo?

Formação de um time

O que aprendi com o passar dos anos foi a ter pessoas à minha volta e muitas delas melhores que eu no papel que desempenham. Eu consegui montar um time campeão que me permite desempenhar as minha tarefas.

O segredo está em identificar as competências das pessoas à minha volta e no treinamento que elas receberam, e enxergar um potencial que nem elas conseguiam entregar.

E lidando com pessoas teremos  sempre aquelas que não acreditam nos meus resultados e para lidar com isso basta entender que quando alguém vira vitrine tem que aceitar que pode levar pedrada” o que faz parte do jogo.

O empreendedor não pode se apegar as críticas que recebe.

Eu sou muito transparente e quando as pessoas participam dos meus programas presenciais eu faço questão de mostrar o que acontece.

Mostramos os números da nossa empresa e os motivos dos nossos sucessos e até mesmo fracassos. Abrimos o nosso CRM de vendas no momento do curso e mostramos o que acontece.

E para chegar neste patamar obviamente é preciso criar um background e não é a toa que temos uma demanda muito grande.

Nós continuamos trabalhando sempre!

Processo de transformação 

Para que as pessoas entendam que nossos resultados são verdadeiros priorizamos também mostrar o processo de transformação, produzimos muitos cases de empresas que estão começando ou performando que estão ligadas a mim.

Essas empresas participaram de programas de treinamentos e mentorias, e mostrar isso ajuda neste processo.

Mostramos que é possível!

E como saber que o marketing vai dar certo?

Estratégia de marketing

O marketing não é uma ciência exata. Uma pessoa pode pegar exatamente o que eu fiz na minha empresa e aplicar na dela, de modo literal, e não ter resultados, por isso eu não tenho problema nenhum em abrir meus números e mostrar o que eu faço.

Não há como replicar exatamente o que fazemos, nem o que ninguèm faz. Podemos pegar resultados e insights e fazer um trabalho até melhor que a referência, mas não há como replicar resultados.

Você pode praticar uma ação de marketing hoje e ter resultados, e fazer esta mesma ação amanhã para o mesmo público e ter um resultado completamente diferente.

Já fiz campanhas e até mesmo eventos descrente dos seus resultados, para um público que eu não acreditava e tive resultados muito acima da média de outros eventos que gastamos mais.

Não existe uma fórmula mágica, mas existem princípios.

Existem os princípios do neuromarketing, comportamento do consumidor e de campanhas.

Quem estuda marketing não sabe qual a campanha que pode dar certo, mas sabe exatamente qual dará errado.

E esses princípios são complicados, pois o marketing não deve ser feito por qualquer um.

Utilizo muito o vídeo como estratégia de marketing, mas ele não é necessariamente a melhor estratégia.

O vídeo hoje impacta de forma maior os nossos clientes. Mais de 90% dos nossos clientes são impactados, e os que passam pelo nosso funil de conversão passaram por um vídeo, mas ele é parte do processo.

Quem enxerga somente o vídeo vê o processo de forma fragmentada, ele não vê o que acontece em volta e o que fazemos de apoio ao vídeo que faz grande diferença.

 

Dentro do marketing, para obter resultados, precisamos de muito estudo, técnica, paciência e persistência.

Portanto, se a sua empresa ainda não faz o marketing contábil é preciso mudar essa situação.

Não há como dizer que uma empresa não faz algum tipo de marketing, ele pode não ser tão efetivo, mas uma indicação é uma forma de marketing, seja essa ação estruturada ou não.

O que acontece é que hoje é possível fazer um marketing muito mais efetivo e esse marketing que vai diferenciar as empresas que terão ou não sucesso no futuro.

Busque conhecimento diariamente e ajuda com quem já fez o marketing e obteve bons resultados, aprenda com quem já chegou lá, essa é uma das grandes dicas para obter sucesso.

Deixe um comentário

  Inscreva-se  
Notificação de