Empreendedorismo contábil e os desafios

Devo Largar o Emprego e Virar Empreendedor Contábil? Dicas Práticas para Abrir seu Escritório

Muita gente que começa a empreender no mercado contábil tem isso como um plano B, mas em dado momento se vê diante de uma situação de escolha, o que fazer?

Devo deixar o negócio que eu trabalho e me dedicar somente ao empreendedorismo contábil?

Ou devo continuar levando as duas coisas juntas?

Vamos pensar de forma clara nesta situação…

Você tem a sua atividade e trabalha como empregado, exerce a função de contabilidade ou não, essa é uma realidade.

A realidade paralela a isso é quando você monta um outro negócio e exerce uma outra função, neste momento você dedica uma parcela menor do seu tempo ao outro empreendimento.

Que é normalmente quando você chega do trabalho ou nos finais de semana.

O que você precisa entender é que talvez, por razões objetivas da sua rotina e da sua vida,  você não possa arriscar e largar seu emprego fixo para focalizar somente no seu negócio contábil, isso no início.

Emprego ou negócio?

Em algum momento você terá que tomar essa decisão…

E como tomar essa decisão?

A minha recomendação é primeiro olhar que seu emprego fixo é seu porto seguro, por um tempo, e também um meio para construir seu negócio contábil.

Mas, no momento que perceber que é possível tocar o seu empreendimento sem muitos danos você deve largar seu emprego fixo se empreender for o seu sonho.

Isso porque se você dedicar esforços extras para a sua empresa você fará que seu negócio cresça mais rapidamente.

Talvez, essa decisão não seja fácil de tomar, isso porque tem que considerar muitos pontos.

A tomada de decisão pode ser um grande desafio
Uma avaliação sincera ajudará na tomada de decisão

Quando você tem um emprego fixo que te paga hipoteticamente R$ 5.000,00 e o seu empreendimento contábil também te rende os mesmos R$ 5.000,00, somada, você fica com uma renda que você pode achar boa, e realmente é. 

Mas, ao trabalhar em dois “empregos” de forma concomitante, você ficará extenuado e chegará o momento em que não vai conseguir passar para a “próxima fase” no seu empreendimento.

Você tem uma limitação de crescimento quando dedica somente parte do seu tempo para uma atividade empreendedora.

Riscos do empreendedorismo

E se o que te dá realmente prazer e te enche os olhos de alegria é empreender, você terá que arriscar.

Se quer fazer o seu negócio dar certo terá que se arriscar.

E deve entender que ao se desligar de um lugar e se dedicar a sua organização conseguirá complementar essa renda que você teve e trabalhar fortemente para que o R$ 5.000,00 se transforme em R$ 10.000,00.

E aí que está o segredo e a adrenalina do empreendedorismo, vai perceber que R$ 10.000,00 são convertidos facilmente em R$ 20.000,00,  pode trazer lucros que antes eram limitados, e hoje você não tem mais limite.

Existem empresas contábeis que faturam hoje mais de 1 milhão de reais por mês, estamos falando de grandes estruturas e etc. ninguém constrói o faturamento de 1 milhão de reais por mês do dia pra noite.

Não existe atalho para este tipo de sucesso, é uma construção constante.

Antes de alcançar o sucesso pense no processo de construção
Existe um processo de construção para alcançar o sucesso em um negócio

Mas sendo assalariado você não passará muito do seu limite de R$ 5.000,00, e no seu empreendimento o crescimento é ilimitado.

E para crescer o seu negócio você terá que tomar a decisão de arriscar, atravessar uma ponte e se dedicar plenamente ao seu negócio.

A sua mente deve estar preparada para este fator de mudança pois ela fará uma grande diferença para você a longo prazo.

Hora da decisão

Mas a decisão não é tão simples assim pois geralmente envolvem outras pessoas.

Se não tiver situações que te “amarram” como família, filhos e etc. arriscar acaba sendo mais “fácil”, quando a sua responsabilidade financeira não é significativa para outras pessoas você tem mais flexibilidade e até mesmo coragem de arriscar.

Quando pessoas dependem de você financeiramente é lógico que tem mais medo de arriscar.

E isso faz parte de todo o processo.

Mas, você precisa entender que chega um momento no qual você se limita onde pode chegar trabalhando a sua contabilidade como plano B.

Qual  o melhor momento para tomar esta decisão?

O momento de tomar a decisão irá chegar
Qual será o momento de tomar a decisão?

Não há como definir isso, é uma decisão que deve partir de você.

O que eu posso dizer é que se ficar dividindo o seu foco não fará nenhuma das coisas de forma plena, ficará muito difícil para que tenha sucesso nas duas coisas.

Pense que em algum momento terá que tomar esta decisão.

E conte comigo para te orientar e consuma meus conteúdos que podem te ajudar a entender a situação toda.

Considere participar dos nossos programas presenciais, neles poderá tirar suas dúvidas pessoalmente comigo e entender de forma mais clara sua situação.

Mas a decisão é sua, sempre sua! Então analise bem o cenário como um todo antes de qualquer manobra.

Deixe um comentário

  Inscreva-se  
Notificação de
1
Olá! Em que podemos ajudar?
Clique novamente no botão abaixo e fale conosco!
Powered by