O impacto no mercado contábil com o ROIT BANK

ROIT BANK e os Efeitos no Mercado de Contabilidade Digital

Recentemente foi anunciado pelo Grupo ROIT o lançamento do ROIT BANK.

O ROIT BANK é um banco que automatiza e contabiliza as operações contábeis, fiscais e financeiras de empresas de Lucro Presumido e Lucro Real.

Conversei com o Lucas, que é da ROIT BANK e neste conteúdo você vai conhecer melhor essa solução e entender como ela vai atender as necessidades, que não são pequenas, das grandes empresas.

A base da ROIT BANK é em Curitiba, mas eles também tem unidades em São Paulo e Brasília e a empresa conta com cerca de 160 colaboradores.

Eu me deparei com a marca deles há algum tempo, em campanhas através de outdoors perto de aeroportos.

Eu achei muito interessante, pois sempre houve a postura de inserir a inovação nas campanhas.

A primeira campanha da empresa foi uma mensagem de especialistas em Lucro Real, essa campanha rendeu à empresa um posicionamento muito estratégico no mercado.

Ela conseguiu mostrar o que realmente desejava, então continuaram se especializando e focando no atendimento de médias e grandes empresas.

Depois entenderam que este mercado de empresas de Lucro Real, por serem empresas maiores e muitas vezes multinacionais, tinham uma demanda muito alta fora do horário comercial.

Isso acontece com as empresas porque elas trabalham com diversos fusos horários, dinâmicas das pessoas em viagens diferentes, etc.

Tudo isso os motivou a mudar a jornada de trabalho e aproveitaram para estender a jornada da empresa para 24h, o que permitiu a eles um turno a mais de trabalho e proporcionar um atendimento diferenciado, atendendo a “dor” de um segmento.

Com essa extensão de jornada eles seguiram utilizando a mesma estrutura física de maneira otimizada e assim tiveram dois ganhos.

Recentemente a empresa começou a fazer uma quantidade expressiva de campanhas no mercado falando de automação e processamento de lançamentos contábeis de forma automatizada e sem intervenção humana, antes de falar sobre uma frase polêmica de uma das suas campanhas recentes, eu pedi ao Lucas que me contasse um pouco sobre essa trajetória.

Captação mão de obra especializada

Ele disse que inicialmente sofreram muito, pois é comum aos empresários da contabilidade a necessidade de gente especializada e capacitada, que anda em falta no mercado.

E diante desta situação de não encontrarem profissionais altamente qualificados, ele disse que chegam a fazer mais de 200 entrevistas para recrutar um profissional realmente bom e preparado para atender empresas do Lucro Real, que são empresas mais exigentes. 

Por isso, pela escassez de mão de obra especializada foram motivados a investir muito em tecnologia.

Além do investimento eles contam com um processo seletivo muito rigoroso, com várias provas e etapas, e isso filtra bastante os colaboradores mais qualificados.

Eles buscam basicamente por dois perfis de profissionais. 

Para atender empresas do Lucro Real buscaram profissionais especializados
Houve uma busca de profissionais capacitados e especializados em atender empresas do Lucro Real

Um perfil de tecnologia que são engenheiros e cientistas da computação para compor o time de desenvolvimento e sustentação da plataforma.

O outro perfil são os de especialistas contábeis, onde é exigida uma pós graduação, mestrado, e experiência. Eles contratam pessoas somente com conhecimento profundo.

E eles tem treinamento constante, com seus colaboradores para que eles tenham o máximo de qualidade na entrega do seu trabalho.

Investimento em tecnologia 

Quanto ao investimento em tecnologia a empresa vislumbrava com ele automatizar tudo aquilo que fosse operacional.

O primeiro projeto deles foi o de desenvolvimento de uma inteligência artificial para fazer lançamentos de crédito e débito, basicamente.

Eles treinaram uma rede neural, fazendo todo o desenvolvimento interno. 

Contam com um time de 40 desenvolvedores, entre eles engenheiros altamente capacitados, com títulos de mestrado e doutorado, grandes estudiosos do assunto e cientistas de dados de fato, que ajudaram a empresa neste processo de desenvolvimento dessa ferramenta.

A ferramenta permite a eles realizar a leitura dos documentos fiscais e outros documentos diversos de uma empresa, inclusive contratos, tudo isso passando por uma processo de classificação através de um aprendizado que já existiu em processamentos anteriores pela inteligência artificial.

Isso contribui muito com a empresa nos índices de assertividade que obviamente vai melhorando a cada momento.

Para alcançar o máximo potencial é essencial investimento em tecnologia
Investir em tecnologia é essencial para alcançar o máximo potencial

A cada vez que a rede é “forçada” a um aprendizado, eles vão “ensinando o robô” e cada vez que ele tem um acerto e um erro se aprende mais com isso e isso permite que tenham lançamentos quase que 100% independentes do ser humano.

Não chegaram ainda a marca de 100%. Hoje o índice de atuação do robô é de 92% tendo apenas 8% dos lançamentos feitos por pessoas. 

Os analistas fazem os lançamentos pensando na melhor solução para o cliente e depois que encontram ensinam ao robô e ele faz sozinho.

Isso permite a eles uma escala absurda e que eles tenham mais velocidade, pois, a medida que o documento chega ele já vai sendo classificado. Eles não têm mais a espera de pessoas para classificar seus documentos.

Com isso eles conseguem atender um número muito maior de empresas de maneira muito mais rápida e eficiente.

Há a preocupação de grande parte do empresariado contábil ao ver a projeção que foi feita na mídia, relacionada a marca da ROIT, sobre a questão da concorrência, e muita gente não sabe o que afeta a utilização dessa inteligência artificial aos pequenos escritórios.

Essa preocupação existe porque as empresas contábeis estão correndo atrás do processo de transformação digital. Começaram a utilizar agora serviços de robotização fornecidas por outras empresas.

Essas empresas têm aplicado uma série de automações, e isso permite que elas ganhem escala otimizando o processamento que é feito por profissionais, mas que muitas vezes, com a automação, acaba sendo desnecessário e os profissionais podem ser utilizados de forma mais consultiva.

O próprio sistema

Mas o que acontece é quando uma empresa contábil consegue desenvolver sua própria tecnologia? Isso gera uma preocupação com a questão da concorrência.

Perguntei ao Lucas se eles tinham pretensão em algum momento de trabalhar com pequenas empresas, considerando que o foco deles são as empresas maiores, e ele disse que não.

Não têm e nunca tiveram como objetivo atender micro e pequenas empresas, pois eles se especializaram em Lucro Real com a finalidade de atender apenas as grandes empresas , e isso exigiu deles um investimento muito alto em tecnologia e estrutura.

Eles buscaram no mercado tecnologias prontas e não encontraram nada que tivesse um processo de inteligência artificial operando por trás e que garantisse a qualidade e velocidade que eles buscavam.

Atendimento eficiente e rápido através da criação do próprio sistema
Investiram em seu próprio sistema para um atendimento rápido e eficiente

E em relação a concorrência o Lucas disse que não há dúvidas que logo outros estarão atrás dos mesmos clientes, como já existem empresas no mercado como a Contabilizei, mas a grande questão é que essas empresas existentes batalham com preços baixos e a ROIT luta com o extremo oposto disso.

Desde o início da empresa eles praticam preços 2 ou até a 6 vezes maiores que os preços de mercado.

Essa sempre foi a política da empresa, trabalhar com o cliente mostrando que para contratar um serviço agregado de contabilidade, que utiliza consultoria e tecnologia custa mais e não menos.

O Lucas diz que com o posicionamento deles está fortalecendo a contabilidade e não ao contrário, como muita gente imagina, a precificação deles é alta e não é para todos, e eles deixam isso bem claro aos clientes.

Eles não abrem mão da precificação, pois não podem abrir mão da qualidade e de todos os investimentos que têm feito, então eles não são uma ameaça a grande maioria dos escritórios contábeis.

Hoje o ticket médio da ROIT , segundo o Lucas é de R$ 7200,00.

Propaganda da ROIT consultoria e contabilidade

Essa informação acima é muito importante, pois, já esclarece um ponto para quem está na faixa de discussão de preço entre a Contabilizei e as empresas de contabilidade digital, que são empresa com ticket médio de R$ 400,00.

Portanto a ROIT não deve ser uma preocupação para este tipo de empresa.

Eles tem a pretensão de licenciar a tecnologia que utilizam, a partir de março de 2020, para escritórios contábeis que atendem a grandes empresas, e acreditam que seja muito distante a possibilidade de disponibilizar a mesma tecnologia as pequenas empresas em razão da concorrência e de outros fatores.

E a partir disso cada escritório vai praticar a sua precificação, o seu modelo de negócios ou até mesmo o deles. O mercado existe para todos.

“Com a nossa tecnologia será possível qualquer outro escritório utilizar e usar a mesma metodologia e inclusive precificar mais”, defende Lucas.

E acreditem: o empresário está disposto a pagar por isso, desde que a entrega seja qualificada, dentro daquilo que ele tem como expectativa.

Será o fim da Contabilidade?

Como eu disse acima houve uma polêmica recentemente envolvendo o grupo, pois, dentro de uma de suas novas campanhas de marketing veicularam a seguinte frase:

Em breve você dará adeus à contabilidade e à gestão financeira da sua empresa.

Essa campanha gerou muita polêmica e o Lucas explica que o posicionamento deles foi transmitir ao mercado, lembrando que o público são as médias e grandes empresas, de que a maneira como elas fazem a contabilidade e a gestão financeira vai mudar e não que ela não seria mais necessária.

Essa propaganda da ROIT BANK gerou uma grande polêmica

E essa mudança vem principalmente de uma mudança de fluxo de processo onde hoje em geral as empresas concluem o seu processo financeiro na contabilidade, isso será revertido no ROIT BANK, tudo será iniciado pela contabilidade.

Como eles têm robôs operando eles fazem as análises fiscais, fazem as classificações contábeis e enviam para pagamento, ou seja, eles inverteram este fluxo financeiro e da gestão financeira.

E essa campanha tem o viés de mostrar ao empresário e até mesmo para a sociedade de que a contabilidade sofreu uma alteração abrupta e não vai deixar de existir, só não será mais feita da forma que é hoje.


LIVRO GRÁTIS – COMO A TECNOLOGIA ESTÁ MUDANDO AS EMPRESAS CONTÁBEIS

Preencha o formulário abaixo com o seu e-mail e baixe o livro gratuitamente.:



E o melhor de tudo isso é que o mercado pela primeira vez está tendo contato com um case de uma empresa que atende ao Lucro Real usando essencialmente a tecnologia.

Roit Bank 

E como funcionará a ferramenta ROIT BANK?

Basicamente o que eles fizeram foi colocar toda a parte de inteligência artificial que desenvolveram nos outros processos num produto que chamam de BANK.

Eles são uma IP (Instituição de pagamento) e isso permite que eles tenham uma conta digital para a empresa onde efetivamente fazem pagamentos e recebimentos.

Eles administram o dinheiro dos seus clientes.

No processo estabeleceram um fluxo onde os documentos chegam de várias formas para a plataforma onde são classificados e validam esses documentos com a inteligência artificial e ao final da análise de todos os documentos eles enviam para o banco para o pagamento. 

Então o papel de gestor financeiro dentro das empresas passa a ser de autorização de pagamento.

O gestor confirma a estratégia que o robô operacionalizou e eles tem a conciliação automática, que na prática já aconteceu de forma invertida, pois só pagam o que sabem que estão pagando.

E isso permite fazer o processo de gestão financeira de ponta a ponta, onde a contabilidade acontece no meio do caminho.

Gestão financeira e contabilidade integrados promovem agilidade e precisão na gestão
Integração contábil e financeira promovem entrega qualificada ao cliente

Na prática consiste em um serviço de BPO contábil, fiscal e financeiro utilizando inteligência artificial.

E a grande vantagem que o cliente tem ao contratar esses serviços, as grandes empresas, é a realocação de pessoas.

Muitas empresas multinacionais disponibilizam centenas de pessoas para registro e recebimento de documentos, com esse novo sistema o número de profissionais pode ser reduzido a 10%.

A empresa terá a possibilidade de utilizar melhor o colaborador e as pessoas são redirecionadas a atividades como análise, estudo de mercado e vão se dedicar ao negócio.

E voltando um pouco a questão do marketing e da campanha: o público contábil ainda se sente um pouco ofendido com isso e o Lucas disse que o objetivo da empresa nunca foi denegrir a imagem do contador ou de ofendê-lo, até porque esse não é o público deles.

O público deles são as empresas, e essas foram atingidas, a campanha foi muito eficaz no que pretendiam.

A campanha deles tem o objetivo muito claro de mostrar que a forma de se fazer gestão financeira mudou e não que a contabilidade acabou, e isso deve motivar a todos da área a sair da sua zona de conforto.

Na concepção do Lucas outras iniciativas como a cobrança baixa é que deveriam ser consideradas ofensivas a contabilidade.

Isso que provoca uma desvalorização a todo o investimento que o profissional fez para se tornar um contador.

E na verdade o Lucas disse que o retorno da classe foi muito mais positivo do que negativo, que foi através de um e-mail que circulou através de grupos e etc.

Pedi ao Lucas para deixar uma mensagem para o mercado contábil que não tem o porte que a ROIT tem, não tem um faturamento tão relevante, mas que está enfrentando esta questão da tecnologia no mercado contábil.

O conselho que ele deixou é:

“Use tecnologia, seja de quem for ou como for.”

E ele ainda diz que se houvesse a tecnologia no mercado disponível para o que eles precisam eles teriam comprado e não desenvolvido, pois o desenvolvimento demanda tempo e muito investimento.

Mas quem pretende se manter no mercado deve buscar a melhor tecnologia possível dentro do perfil dos seus clientes e usá-la, de nada adianta uma tecnologia divergente do perfil dos seus clientes.

Este conteúdo ajuda a enxergar um papel muito mais claro da marca e ainda quais são os seus objetivos futuros.

Como se preparar?

Nos últimos anos estamos vivenciando um intenso processo de transformação no mercado de contabilidade. Esse processo vai mudar completamente a forma que realizamos negócios, atendemos nossos clientes e nossos times profissionais.

A ROIT é apenas mais um exemplo dessa transformação.

A sua empresa vai sobreviver a esse processo? 

Tenho dedicado fortemente meu tempo qualificando profissionais vindos de todo o Brasil para nossa escola de negócios contábeis.

Nela ensinamos de forma prática como conduzir esse processo de transformação digital e aproveitar as oportunidades de mercado.

Centenas de empreendedores e profissionais da contabilidade já passaram pela nossa escola.

Entre em contado com o nosso time no WhatsApp (11) 9. 9632-2729 e conheça o melhor programa de qualificação para suas necessidades.

5
Deixe um comentário

  Inscreva-se  
Notificação de
ROBSON MORAES FERREIRA

Parabéns Anderson pelo artigo! A realidade do empresariado contábil é outro hoje em dia. A tecnologia pode ser uma ameaça ou uma oportunidade, depende do modo de que a vemos. Infelizmente alguns contadores ainda estão com as vendas nos olhos e não conseguem enxergar este processo. É uma pena para eles que se tornarão os próximos taxistas substituídos pelos motoristas de aplicativos.

LUIS BORGES DE SOUSA

Caros colegas da área Contábil: a minha formação foi em Ciência Contábil, e somente. Me enveredei por outras áreas, mas dou maior valor a tecnologia, as inovações no mundo dos negócios. Enquanto o homem e máquina estão se entendendo, está tudo muito bem ( vir esta frase escrita por alguém, em algum livro, ou texto jornalístico). Ela cai bem nesse contexto.

Borges

Rogerio Carmo

Não li todo artigo, mas a parte que eu li… Vou dizer que é chata, enfadonha, cansativa e expressa um universo contábil que chega a ser irreal… Para não dizer outras bobagens… Olha dizer que está migrando para tecnologia porque não tem mão de obra especializada é uma grande bobagem, pois temos mão de obra qualificada sim, porém para assinar mentiras, balanços fraudulentos o computador não precisa da presença humana – o computador é burro o que vc disser para ele, ele acredita e aceita como verdade e é muito fácil criar um algoritmo que aceita quaisquer coisas para dizer… Read more »

Fernando dos Santos

Rogério Carmo. Você começa seu comentário com descrédito ao afirmar que não leu o texto todo. Acredito que você não entendeu o contexto que ele se refere a falta de mão-de-obra qualificada. E como contador também que sou lhe desejo uma melhora nos seus argumentos e nas palavras que escolhe para poder ser um bom representante da classe, caro colega. Se quiseres uma dica, conseguirá trabalhar essa questão com Leitura. Saudações!

1
Olá! Em que podemos ajudar?
Clique novamente no botão abaixo e fale conosco!
Powered by