Contadores valorizam a vida pessoal, mas recrutadores não focam nisso

Leia também: http://www.andersonhernandes.com.br/2011/09/11/os-contabilistas-e-o-equilibrio-entre-vida-pessoal-e-profissional/

Pouco mais de um terço (34%) dos 650 contadores entrevistados pela consultoria de recrutamento Robert Walters disse que conseguir manter um equilíbrio entre vida pessoal e profissional é o que os deixa realizados no trabalho. Na sequência, contribuem com a felicidade profissional as oportunidades de crescimento na carreira (23%) e bons salários e bônus (17%).

 

Uma outra pesquisa, feita também pela Robert Walters com 100 profissionais de contratação, mostrou que os recrutadores não estão em sintonia com os candidatos a uma vaga na área de contabilidade. Durante os processos de seleção, 38% costumam focar suas atenções na venda da cultura organizacional aos candidatos, 23% afirmam mostrar as oportunidades de trabalhar em projetos desafiadores e apenas 13%  falam da possibilidade de manter um horário flexível de trabalho.

Quando questionados sobre as principais razões pelas quais os contadores buscam outros empregos, 37% dos gerentes de RH responderam “para ganhar salários maiores”, 35% afirmaram “para ter mais oportunidades de crescimento profissional” e só 14% responderam “para ter um equilíbrio melhor entre trabalho e lazer”.

A conclusão a que se chega é que, apesar do salário ainda ser relevante para os contadores – 58% deles esperam ter um aumento nos rendimentos nos próximos 12 meses -, esses profissionais também estão muito preocupados em ter horários flexíveis e conseguir equilibrar melhor o tempo dedicado ao escritório e às atividades de lazer.

 

(Fonte Adriana Fonseca | Valor)

1 Comentário


  1. Hey, you used to write magnificent, but the last few posts have been kinda boring… I miss your great writings. Past several posts are just a bit out of track! come on!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.