O que podemos aprender do exemplo profissional de Jeremy Lin?

O jogador de basquete da NBA Jeremy Lin, se tornou na mais nova sensação da liga de basquete americano. Para explicar os feitos de Lin um estudo conduzido pela Sport Science concluiu que ele é um jogador ágil, com aceleração de 0 a 15 Km em menos de 1 segundo, comparável a de John Wall a primeira escolha do draft de 2010, seu giro é de 875°/segundo comparável ao do atual MVP Derrick Rose, seu arremesso de 3 pontos tem o tempo de 0,60/segundo e é mais rápido que Ray Allen o maior cestinha de 3 pontos da NBA. Estima-se que esse jogador possa girar algo em torno de 1 bilhão de dólares nos próximos anos.

Apesar dessas habilidades, Jeremy Lin não foi convidado como bolsista para nenhuma Universidade e estudou por conta própria em Havard onde alcançou a incrível marca de 1450 pontos, 450 rebotes e 400 assistências na Ivy League.  Ainda assim, ele foi ignorado pelo draft e depois foi dispensado por dois times da NBA, até que finalmente foi convidado para o Knicks, teve a oportunidade de entrar em um jogo, marcou 25 pontos e não parou mais, comandando vitórias e se tornou na nova sensação na NBA.

Como pôde um jogador acima da média ter sido ignorado por tanto tempo? Comparativamente falando, quantos “Jeremy Lins” existe no contexto profissional sem o reconhecimento devido do mercado?

Não se sabe ao certo todos os motivos determinantes para que se levasse tanto tempo para Lin alcançar o sonhado resultado, mas possivelmente ele teve enorme dificuldade de estabelecer uma estratégia de promoção pessoal, semelhantemente como ocorre com muitos profissionais da atualidade. Além disso, esse exemplo mostra que nem sempre os melhores profissionais são os mais reconhecidos, para a frustação deles.

O mercado ignora muitos profissionais com grande potencial por diversas razões, exigindo deles muita persistência e estratégias de marketing pessoal para tornar-se atraente ao mercado e alcançar o destaque merecido.

A marca pessoal de um profissional é determinada por um conjunto de fatores que incluem desde suas habilidades, conhecimentos, comportamentos e a capacidade de transmitir uma imagem valorizada no mercado competitivo da atualidade. Se você for capaz de escolher uma estratégia adequada poderá encontrar a valorização profissional adequada assim como Jeremy Lin conquistou a sua. Pense nisso!

 

 

* Anderson Hernandes é palestrante especializado em marketing e marca profissional e escritor de 7 livros dentre eles o novo livro “O Poder da Marca Pessoal nos Negócios”  www.andersonhernandes.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.