A vida em 14 de abril…

Há exatos oito anos a vida levou meu pai num acidente de carro e foi marcada com cenas que jamais esquecerei.

Há exatos sete anos um telefonema me deu a minha filha adotiva Giovanna e novamente marcou definitivamente a minha vida.

Aprendi que na vida não existem compensações e quem se foi nunca será substituído, nem esquecido e não importa quantos anos se passe a saudade sempre estará comigo.

Mas também aprendi que a vida tem que continuar e que ela nos reservará novas tristezas, alegrias, emoções e momentos que também jamais serão apagados.

Assim é a minha, a sua e a nossa vida, repleta de emoções, aprendizados e momentos que a marcam definitivamente.

Pessoalmente acredito que posso não ter o controle de tudo o que a vida me reserva, mas tenho sim o pleno controle de decidir o modo de como vou encarar a minha própria vida.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.