O contador vai acabar nos próximos anos?

Estive com meu amigo Marra em Brasília, e vou falar um pouco para vocês sobre o que conversamos. Ele é proprietário da C.P.Marra, uma empresa que está no que está no mercado há 26 anos, e passou pelo mesmo período que passei com a minha empresa,a transformação tecnológica, um fenômeno que ainda está acontecendo.

Falei com ele sobre o quanto toda essa mudança no campo tecnológico afetou o nosso dia a dia e ele acredita que hoje o profissional de contabilidade tem uma vida mais fácil nesse aspecto, pois contamos com a mobilidade.

O empresário já não fica mais preso a uma sala ou delimita-se em um espaço físico X. Em qualquer lugar que você esteja consegue trabalhar desde que tenha uma conexão de internet e um ponto de energia.

O Contador Tecnológico

Perguntei a ele se implanta isso no seu dia a dia com frequência, e ele comentou que estava passando por uma reforma na sua casa, e devido a isso não estava com muito tempo para ir até a empresa, no mesmo dia da nossa conversa ele não tinha ido à empresa ainda, mas já tinha resolvido tudo de modo remoto e online.

Ele não vê a necessidade com todos os recursos tecnológicos que estão disponíveis de estar direto na sua empresa e esta implantando essa cultura.

Nós na Tactus também trabalhamos assim, em minhas viagens e ausências que são necessárias para empresa, cuido de tudo de maneira remota sem me preocupar, pois temos a nossa parte tecnológica bem estruturada.

marra

Inclusive ele disse que nós nunca vivemos uma época tão boa e propícia como a atual para os negócios. Só precisamos ter a mente aberta e também conhecer e aprender sobre a tecnologia que poderá ser utilizada a nosso favor.

O Contador vai Acabar nos próximos anos?

Então eu fiz uma pergunta a ele que vem causando muita polêmica no meio contábil, inclusive em artigos e reportagens de mídias bem fortes, a profissão de contador vai acabar.

Hoje encontramos muitos profissionais defendem um discurso contrario a essas ideias e acabam pregando que a tecnologia é uma ameaça e vai acabar com a nossa profissão, pois será muito automatizada e nossos clientes não vão mais precisar dos serviços de contabilidade.

No entanto ele considera ameaçador somente se essa tecnologia não for adequada a nossas vidas de profissionais contábeis.

Exemplificou que há um tempo na sua empresa havia processos que levavam cerca de uma hora para executarem por cliente e hoje com a implantação da tecnologia esse trabalho é realizado em no máximo três minutos.

A tecnologia pode apresentar uma ameaça a partir do momento que você resistir a ela, se você não programar processos tecnológicos dentro da sua empresa ela pode sim ser uma ameaça.

LEIA O PERFIL DO GESTOR DE EMPRESA CONTÁBIL

A tecnologia vem para ajudar a nossa profissão, mas temos que ter o tato necessário para lidar com os nossos clientes e agregar valor ao trabalho que realizamos.

Segundo ele alguns clientes da empresa contabilidade tem um tipo de equivoco no seu pensamento, pois não entendem que nós não vendemos conhecimento, tempo ou informação, nós vendemos soluções para nossos clientes.

Não importa quanto tempo leve para resolver um problema, desde que resolva, diminua seus custos e etc. O seu cliente está atrás de resultados e não de explicações de como você chegou lá.

Sendo assim precisa ter uma comunicação eficiente com o seu cliente para que atenda essas expectativas, pois ele não está preocupado com você e sim em solucionar os problemas que ele te traz.

Muitos profissionais tem um discurso fixo de coitados, dizendo que o cliente não o valoriza e etc. Ele assim como eu é avesso a esse tipo de pensamento.

Chega a ser cômico esse tipo de expressão, pois na realidade é uma desculpa que os profissionais dão a eles mesmos para justificar a sua incompetência, isso é muito duro mais é a realidade.

Segundo ele o profissional da contabilidade é um cientista da riqueza e da prosperidade, ele não é um coitadinho.

Na verdade ele que participa da evolução do cliente e ele precisa se impor, não é o cliente que tem que definir as regras. O profissional de contabilidade pelas suas prerrogativas ele tem independência, por isso precisam tomar posse disso.

Ele compartilha das mesmas ideias que eu e tem feito um trabalho interessante, utilizando essa linguagem e procedimentos. Ele é mais um empreendedor que trabalha de forma prática e direta.

Tem como ideia central a otimização do trabalho pela tecnologia e não se faz de vitima dizendo que essa profissão será extinta, que o contador vai acabar, ele corre atrás de como se destacar no mercado sempre. E nesse tipo de profissional que você deve se espelhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.