Muitas pessoas não sabem como agir diante da inadimplência contábil e como proceder com bloqueio de serviços.

Devida à crise que vivemos muitas empresas colocam a culpa nesse fator, ou se apoiam nele, para justificar a falta de pagamento dos honorários contábeis.

Mas será que matematicamente isso afeta diretamente as empresas? Vamos a um exemplo genérico.

Seus Honorários X Faturamento do Cliente

Considerando uma empresa que possui um faturamento de três milhões de reais, se os honorários forem de R$ 7.000,00, por exemplo, representarão cerca de 0,23% do faturamento total.

E isso se estende a qualquer volume de faturamento e empresa.

Uma empresa que fatura 100 mil por mês e paga 400,00 de honorários o valor corresponde a 0,40%.

Sejamos sinceros, os seus e os meus honorários não representam quase nada no volume de despesa dos nossos clientes.

Você acredita que a falta de pagamento seja sinceramente justificável?

Assista esse importante vídeo:

O valor percentual desse honorário representa uma quantia pequena dentro do faturamento de uma empresa, é inaceitável que o cliente deixe de pagar os serviços honorários dizendo ser por conta da crise ou problemas financeiros.

Pessoalmente carrego o conceito que se a empresa não tem condições de arcar com os custos do seu profissional contábil não precisa existir. Se a empresa não consegue pagar a contabilidade, o que ela conseguirá pagar?

Isso é uma relação prática que deve estabelecer a relação da proporcionalidade entre o valor que o cliente paga de contabilidade e o valor que ele fatura.

Normalmente essa relação é muito pequena, o contador não deve abrir mão de receber os seus honorários por conta da suposta influência da crise.

Mostre isso para seu cliente inadimplente!

Não se ajuda cliente deixando de receber

Alguns contadores acreditam que deixando de receber os honorários numa fase de crise podem ajudar os seus clientes.

Mas na verdade com esse tipo de posicionamento o contador está prejudicando o cliente e em contrapartida prejudicando o seu negócio.

Imagine o tamanho do capital de giro necessário para manter um negócio contábil sem receber dos clientes.

Manter uma taxa de inadimplência de 35 % ao mês corresponde a 1/3 dos não pagarem, sendo que as empresas contábeis têm mais ou menos isso de lucratividade média.

Toda a lucratividade do negócio contábil vai se perder com a inadimplência dos clientes, deixar o cliente devendo com a intenção de ajudá-lo não vai funcionar.

O seu cliente não vai quebrar o negócio dele pagando seus honorários em dia, mas os seus clientes inadimplentes juntos podem sim quebrar o seu negócio contábil. Pense nisso!

É necessário que o cliente entenda que deve pagar pelos serviços prestados, apenas fazendo o pagando por esse serviço pode cobrar por soluções, alguns clientes ainda sustentam a postura de não pagar pelos serviços e ainda cobrar soluções do contador.

O cliente deve ser condicionado a efetuar esse pagamento.

Gestão financeira

Existe também a questão de oferecer uma consultoria financeira quando o cliente está nessa situação, o contador deve oferecer esse serviço de consultoria financeira para o cliente se tem isso como especialidade e produto na empresa.

Se o empreendedor tiver muita experiência no assunto e uma estrutura de gestão financeira para ofertar isso como produto no mercado.

Não pode simplesmente achar que vai ajudar o cliente com algumas dicas sem conhecer o assunto.

Cobrança Contaazul
Utilizamos o sistema de cobrança do ContaAzul

Muitos profissionais da contabilidade não entendem o que é gestão financeira, se ele mal consegue ter uma taxa baixa de inadimplência dos seus próprios honorários não pode prestar consultoria a ninguém, precisa primeiramente resolver o problema de gestão financeira da empresa contábil deles, pra depois partir pra resolver o de outros e ofertar isso como um produto.

Pensando friamente em toda essa situação, será que esse cliente que sequer está pagando o valor mínimo vai pagar pela gestão financeira?

O cliente que não pagou pelos honorários ainda vai ter uma gestão financeira gratuita?

Antes de você oferecer mais serviços para seu cliente primeiro receba os serviços pendentes que ele não te pagou. Nunca aumente a dívida do seu cliente com a sua empresa!

Você deve avaliar se essa é a melhor estratégia para o meu negócio, use a linha de raciocínio que assim como o negócio do seu cliente precisa sobreviver o seu negócio também precisa.

É um fato indiscutível dentro do mercado que sem dinheiro uma empresa não sobrevive, é preciso manter o fluxo financeiro da empresa, para que assim gere condições boas funcionamento.

Na nossa empresa nós usamos o ContaAzul como sistema de Gestão Financeira gratuito para Contadores que fazem parte do programa de parceria.

Bloqueio de Serviços do seu Cliente

O bloqueio de serviços é uma coisa muito difícil para maioria das empresas contábeis, principalmente as que não trabalham de forma automatizada.

No caso da Tactus, por exemplo, que trabalha num formato online isso é mais fácil operacionalmente, pois é feito via plataforma.

Mas isso é considerada na verdade uma questão cultural, quando é instituída junto à cultura de prestação de serviços da empresa que a falta de pagamento implica na suspensão dos serviços ,isso tudo se torna mais natural de certa forma.

Essa instituição cultural independe da empresa ser on-line ou não, a empresa deve instituir essa cultura de não dar um jeitinho para facilitá-la a falta de pagamento, o seu cliente tem que entender que você precisa dessa verba para trabalhar, e em contrapartida ele do seu trabalho para a empresa.

Nessa relação se cada um fizer a sua parte ninguém terá problemas. Isso tem haver com a sobrevivência do nosso negócio contábil.

Não deixe que o cliente encare o pagamento dos seus honorários como uma coisa sem importância, esse pagamento garante o bem estar da sua empresa, então seja categórico para receber assim como é para prestar e entregar os seus serviços.

Apenas com uma gestão financeira do escritório de contabilidade adequada é que você vai conseguir manter a rentabilidade sua empresa contábil e ter sucesso como empreendedor da contabilidade.

Pense nisso!

Compartilhe esse artigo.

Anderson Hernandes


Anderson Hernandes

Anderson Hernandes é palestrante especializado em empreendedorismo e marketing contábil com mais de 800 eventos realizados em todo o Brasil, escritor de 10 livros, formado em Contabilidade, Marketing e MBA em Gestão de Negócios. Possui mais de 2000 vídeos gravados em seus cursos online e também para o YouTube