Livro Felipe Guerra

SPED e os Riscos para Contador

Você como profissional contábil sabe avaliar os riscos que envolvem a entrega do SPED?

Recentemente conversei com o Fellipe Guerra, ele é professor e uma autoridade em SPED e os seus riscos.

O Fellipe faz um trabalho em âmbito nacional ensinando, dentre outras coisas, sobre o assunto.

Inclusive ele escreveu um livro sobre o assunto.

Livro Felipe Guerra
Livro Fellipe Guerra

O livro discorre detalhes referentes a esse assunto que traz tantas dúvidas aos profissionais contábeis.

Nessa conversa ele deu algumas dicas que estão presentes no conteúdo a seguir.

As dicas levam em consideração os aspectos que envolvem erros no sped, e os erros que preocupam profissionais contábeis.

Erros mais comuns

Procuramos abordar os erros mais comuns.

Quais são eles?

Atualmente as escriturações fiscais trazem a maior parte dos problemas para os contadores.

Essas escriturações têm diversas informações fiscais que precisam ser prestadas e isso consequentemente gera muitos erros.

Esses erros envolvem…

  • Utilização de alíquotas incorreta de tributos.
  • Aproveitamento indevido de benefícios fiscais.
  • Falhas em parâmetros de software que trazem divergências na geração do sped.

É muito comum no momento da análise de um SPED verificar que existem erros.

Quando esses são questionados ao profissional eles justificam que no sistema as informações estavam corretas.

Esses erros provêm da parametrização do próprio sistema, que gera a informação de forma errada.

Um dos erros mais comuns envolve o fator de conversão.

Imagine uma empresa que controla o seu estoque em caixa, mas vende os seus produtos por unidade, é preciso uma conversão dos dados.

Geralmente quando o sistema é alimentado com essa informação de conversão, de que cada caixa contém X unidades, a informação tem que ser gerada de forma correta para o SPED.

Caso contrário ocorrerá um problema no estoque.

O problema envolve omissão de entradas/saídas que compromete diretamente o estoque fiscal das empresas.

Esse tipo de erro pode trazer penalidades.

Esse é um dos erros mais comuns que podem ser identificados nos softwares contábeis.

No software essa informação muitas vezes está preenchida de maneira correta, mas no momento da geração para o sped são gerados erros de conversão.

Só entregar o SPED não resolve

E entregar o sped resolve os problemas da empresa e do profissional contábil?

Não, não resolve!

Muitas vezes o profissional não identifica os erros, pois tudo está sendo entregue correta de forma sob sua visão.

Mas é importante entender a diferença entre entregar e entregar de forma correta.

Atualmente somente validar o sped não significa muita coisa.

Infelizmente esse modelo de SPED da primeira geração que é o sped fiscal/contribuições possui uma gama de erros no momento da prestação de informações.

A informação é enviada e os empresários julgam que está correta diante a validação do arquivo, mas posteriormente acaba descobrindo que erros passaram despercebidos.

Mas como fica a responsabilidade tributária do profissional contábil quando há algum problema nesses modos?

A Receita Federal penaliza profissional contábil

Todos os SPEDs contam as informações do profissional responsável pela escrituração.

Sejam elas contábeis ou fiscais.

No resultado da fiscalização da Receita Federal de 2017 ficou disponível o dado de que 27% das fiscalizações da Receita Federal se encerram com o envio de representações fiscais para fins penais.

Isso tanto para empresários como para contadores sob a acusação de crime contra a ordem tributária.

E o que caracteriza o crime contra a ordem tributária não é a sonegação de fato.

E sim, a inserção de um elemento inexato ou incorreto, deixar de prestar informações devidas e etc.

Todos esses elementos podem ser caracterizados como crime contra a ordem tributária.

O assunto SPED é muito sério.

Diante dessas informações prestadas por um especialista é importante que o profissional contábil tenha certeza dos dados na hora da entrega.

É importante estar sempre atento às informações que provém do seu cliente, pois somente envia-las sem critério, pode gerar uma série de problemas.

E o profissional que assinou a declaração pode vir a ter sérias complicações no futuro.

Hoje em dia a área tributária não aceita amadores.

Os riscos envolvendo as operações são grandes demais.

Isso requer cada dia maior especialização em SPED.

Uma declaração com informações incorretas pode levar a empresa a ser autuada, bem como coloca o registro do profissional em risco.

É importante que o profissional se especialize e atualizações.

Existem cursos disponíveis no mercado, inclusive ministrados pelo Fellipe.

Ele lançou um Curso Online de Formação em SPED:

Curso de Formação Sped

Esses cursos têm como finalidade trazer uma visão geral desse assunto e como fazer o sped na prática.

Apresenta desde os documentos fiscais eletrônicos, escrituração fiscal digital, escrituração contábil digital, eSocial e eFinanceira.

É importante contar com um curso detalhado e prático.

E que tenha o seu conteúdo atualizado conforme as mudanças vigentes.

Não corra riscos na entrega dessa declaração.

Fique atento a essas dicas e procure a cada dia ficar atualizado.

Isso fará grande diferença na entrega dos seus serviços e para a proteção da sua situação como profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.