Os diferenciais para se manter competitivo no mercado contábil

Como se Manter Competitivo no Mercado Contábil

Uma das palavras que está extremamente em evidência no mercado é a: competitividade.

Isso não se limita apenas ao mercado contábil, se aplica a outros mercados também.

Vivemos tempos de grande concorrência e em todos os mercados podemos observar evolução acelerada e a disrupção, onde a competitividade é uma palavra muito presente.

E junto com a competitividade ouvimos falar em novos diferenciais competitivos, que se quisermos continuar no mercado, será preciso desenvolver .

Essa questão está bastante sensível no mercado contábil principalmente pela transformação que ele viveu e está vivendo nos últimos anos.

Diferenciais Competitivos

Ouvimos por aí muitas variações dos diferenciais competitivos, mas quais diferenciais que as empresas de contabilidade adotaram no ano de 2018 que fez com que uma parcela, ainda pequena, de empresas de contabilidade se destacar das demais ?

Ao falar sobre diferenciais competitivos precisamos enxergar muitas aspectos da empresa.

É preciso que o empreendedor observe em sua empresa a parte relacionada à aquisição de clientes, as questões que envolvem a operação e a sua entrega para o mercado

Prestar Novos Serviços

Não é mais discutível que no cenário atual a tecnologia faz grande diferença, as empresas que estão tendo uma boa performance competitiva estão investindo fortemente em tecnologia.

Na outra ponta essas mesmas empresas estão investindo muito em processos de aquisição de clientes e geração de valor para segmentos do mercado.

As empresas que estão se destacando procuram dentro dos seus processos internos melhorias com tecnologia.

E além do investimento em tecnologia tornou-se cada vez mais importante trabalhar o time para que eles possam entregar mais usando menos pessoas, ou seja, ter mais produtividade.

Tecnologia proporciona a melhoria dos processos
Importante investir em tecnologia para proporcionar melhores processos

Mas, mudar a visão do cliente entregando um valor não é fácil.

Preço

Vivemos um processo hoje onde há uma certa desvalorização em razão do próprio emprego da tecnologia, muita gente acredita que por se tornar mais “fácil” porque não há mais tanto trabalho repetitivo o serviço deveria ser mais barato.

Podemos encontrar empresas que estão modificando a base do serviço contábil e suas rotinas, e tornando o processo mais barato, mas conseguindo trabalhar geração de valor para o cliente através de um processo de segmentação.

Serviço contábil com preços competitivos
Empresas estão atuando com preços mais competitivos

O que vimos acontecer em 2018 foram empresas que adotaram como diferencial competitivo a tecnologia para melhorar a produtividade e trabalhar até com preços mais competitivos e também a segmentação de mercado.

Quando você se especializa em algum nicho e fala a língua daquele perfil de cliente, torna-se mais competitivo.

Temos hoje um acesso muito maior a ferramentas e a tecnologia na empresa contábil, e essa tecnologia avançada antes estava nas mãos de empresas que eram investidas.

É claro que temos no mercado empresas que continuam a ter altos investimentos, mas em contrapartida temos acesso a essa nova tecnologia, por isso é possível proporcionar entrega de serviço contábil com praticamente a mesma tecnologia sem ter investido tão alto.

O acesso está se tornando cada vez mais fácil para as menores empresas.

Segmentação

E sobre a segmentação: o nosso cliente tem que entender que nós não somente falamos a língua dele, mas que o que entregamos para ele faz realmente sentido.

Enfrentamos um movimento de empresas que se autodenomina especialista em alguns segmentos, mas na verdade, poucas empresas se dão ao trabalho de se aprofundar, as empresas que se aprofundaram estão se destacando  no diferencial competitivo.

A tecnologia está fazendo uma revolução nas nossas empresas, essa otimização de processos reduz os gastos e os custos do negócio e alguns empresários contábeis resolveram compartilhar esses ganhos de produtividade com o cliente praticando menores preços.

Existem empresas se diferenciando também através da segmentação, criando um enfoque para o cliente, um relacionamento trazendo para ele informações e insights específicos de cada negócio, o que é uma estratégia muito boa.

Relacionamento

E o que mudou também no nosso mercado foi a diferenciação no relacionamento.

O contador tem entendido com clareza de que o cliente quer um relacionamento melhor, mais próximo, o cliente espera ter um contador se envolvendo muitas vezes com a gestão do negócio.

Além de um bom controle financeiro e a preocupação com gestão de processos, existe também uma estratégia de se diferenciar no relacionamento com o cliente trazendo mais proximidade e oferecendo novos serviços como, por exemplo, a terceirização do financeiro e oferecimento de consultorias estratégicas, esses são outros caminhos que o contador tem também para se diferenciar através de novos serviços.

Relacionamento mais próximo ao cliente
Estabelecer uma proximidade com o cliente

E como saber se você está ou não competitivo com as empresas concorrentes do seu segmento?

Entrega Consultiva

Antes de olhar para o mercado e para o que as empresas estão fazendo em relação a preço como vantagem competitiva para conquistar clientes o empreendedor precisa primeiro olhar o que ele e a sua empresa tem feito para o mercado.

Para avaliar esse potencial competitivo é preciso olhar claramente não somente para o que a empresa está entregando mas também como o mercado enxerga isso, o que está recebendo.

Isso é um desafio, pois, cada praça tem a sua característica, cada mercado tem o seu preço de referência, os clientes e empresários de cada região se comportam de maneira diferente, pois o Brasil é um país muito plural.

Por isso é necessária uma sensibilidade do empreendedor contábil de saber em que posição ele se encontra no seu mercado.

O contador deve fazer a análise se a sua proposta de valor está resolvendo a dor que ele se propõe a resolver para o seu cliente, esse é um ponto que muitos contadores as vezes não tem clareza.

Foque na entrega da solução para o seu cliente
Entregue ao seu cliente a solução que ele busca

A proposta de valor não deve ser o produto ou serviço que você vende e sim a transformação que você faz na vida do cliente, o produto e serviço devem ser somente o veículo que levam o cliente do ponto A para o B. Uma empresa não deve focar na venda de produtos e sim na venda de soluções!

Nesse sentido qual a proposta de valor que o contador traz para os seus clientes?

Esse é o grande questionamento.

Se a sua proposta de valor for de apenas empregar conformidade, fazer a empresa do cliente lícita, gerar os impostos e folha, cuidado: você tem concorrentes severos na contabilidade online que prometem a mesma coisa por um preço muito menor.

Mas se a sua proposta for levar o sucesso para esse empresário, ajudá lo a ser um gestor melhor, controlar o seu financeiro, está no caminho certo pois, você tem uma proposta de valor que pode te posicionar de maneira diferente no mercado.

Ainda se bate muito na tecla de que é preciso ter preço, mas é inegável, em qualquer mercado e qualquer produto, independente daquilo que você vai fazer no mercado, que a qualidade é indispensável, pois é a porta de entrada para qualquer negócio.

O contador sempre terá o cliente que vai buscar somente preço mas em contrapartida sempre haverá o cliente que vai em busca de valor em relação ao produto e ao serviço que você entrega.

A conta que precisa fechar é: o que você está entregando ao mercado e o que ele está disposto a pagar.

Para isso basta que você mesmo olhe como se comporta como consumidor, qual a relação que você tem o com o valor e a entrega dos seus produtos.

Para exemplificar isso podemos citar, qual a experiência que você por exemplo está disposto a pagar em um restaurante?

Alguns preferem pagar menos mas com qualidade, outros, um restaurante mais fino e que proporcione melhor experiência num todo.

Dentro do mercado contábil também sempre vão haver propostas diferentes do que o clientes querem, então você tem que encaixar.

Marketing Contábil

E o marketing pode mostrar a você como encaixar as duas pontas e como entender o que o seu cliente pensa, e ainda e como entregar isso para ele.

O alinhamento da expectativa, saber que está atendendo as expectativas do cliente, já é um bom indicador de competitividade.

É preciso trabalhar isso de forma dinâmica bem como analisar a curva de valor.

A curva de valor consiste em definir uma escala em um eixo para avaliar os seus serviços como preço, qualidade de suporte , portfólio de empresas e etc.

Para essa análise você dá uma nota para a sua empresa e para a empresa do concorrente.

Se a sua curva estiver deslocada abaixo da curva do concorrente é preciso fazer ajustes para conseguir ser competitivo analisando essas diversas dimensões não caindo na armadilha de competir só por preço.

Como um empresário contábil deve fazer para se manter vivo?

Para sobreviver no mercado falamos de alguns diferenciais importantes como :

  • Prestar novos serviços;
  • Preço;
  • Relacionamento;
  • Entrega consultiva;
  • Segmentação.

Mas, é possível colocar todo esse pacote, com todos esses diferenciais,para dentro da minha empresa?

Algumas coisas podem acabar entrando em conflito, como pensar em diferencial e preço.

Não faz muito sentido propor entregar diferenciais para seu cliente com um preço mais baixo que o do mercado  prestando o mesmo serviço.

Normalmente quando pensamos nessa estratégia é mais coerente o pensamento de entregar um pouco a mais para o mercado como diferencial mas com o mesmo preço que o mercado pratica.

É preciso saber equalizar e não perder, porque algumas estratégias não são sustentáveis.

Levar um preço baixo e ao mesmo tempo querer entregar ao mercado um valor muito alto não é exequível, você não vai se manter porque não faz sentido nenhum, e muita gente tem essa visão errada.

Você deve pensar que existem outros fatores que podem fazer muita diferença e explorá-los, e se você não iniciar uma empresa com tecnologia tudo vai ficar mais difícil.

Estamos conseguindo hoje fazer com que as nossas empresas contábeis fiquem muito mais produtivas.

Olhando para o mercado como um todo percebemos que ainda existem empresas contábeis que estão em uma outra fase em relação a todo o aspecto de tecnologia.

No livro que lancei recentemente falamos sobre as três ondas tecnológicas e de acordo com a minha visão estamos hoje entrando em uma terceira onda e existem ainda empresas contábeis que ainda não saíram da primeira onda.

Essas empresas contábeis, que ainda não saíram dessa primeira onda, não vão se sustentar.

Isso porque as que empresas que estão trabalhando com tecnologia são muito mais produtivas e vão trabalhar com muito mais rentabilidade, tendo condições inclusive de apresentar ao mercado melhor custo benefício que essas empresas que não estão empregando a tecnologia.

A maneira de nós implementarmos os diferenciais é primeiro olhando “para dentro de casa”, entender o que você tem de bom na sua empresa e o que não tem de tão bom assim.

O empreendedor deve identificar quais os pontos positivos e quais os negativos.

E qualquer um na posição de gestor deve se perguntar se possui capacidade de adaptação, nós realmente sabemos como aprender a aprender?

Mudanças no Mercado Contábil

Diante um volume tão grande de mudanças temos que nos adaptar, temos que olhar para dentro da nossa empresa contábil e entender como potencializar o que existe de bom e como mitigar o que tem de ruim.

Não é possível ser bom em tudo e isso é ponto importante saber, você precisa fazer escolhas e definir em qual frente você vai competir.

Se tentar ser bom em tudo vai acabar sendo mediano e o mercado não permite isso, ele só permite profissionais excepcionais.

Essas são estratégias importantes a se definir.

Entender que é preciso ter excelência dentro do seu posicionamento estratégico.

As empresas contábeis precisam implantar boas práticas de gestão e ter governança dentro do pequeno negócio hoje.

O contador precisa aprender coisas novas, não só a parte técnica como sped e eSocial, o aprendizado deve ir além de parte técnica, nós temos que cuidar da parte de gestão e empreendedorismo do negócio, é isso que vai garantir a sobrevivência das empresas.

O aprendizado de novas técnicas será essencial para o futuro do seu negócio
Garantir a evolução do seu negócio através de novos aprendizados

É possível perceber a concorrência mais sensível para quem atende a pequenas empresas ou a sensibilidade da competitividade está generalizada nas carteiras de clientes contábeis? Ou seja os menores sentirão esse fenômeno da concorrência primeiro?

A concorrência é um fenômeno que acontece em todos os mercados, não é uma exclusividade da contabilidade, ela existe em qualquer mercado seja ele grande ou pequeno.

O contador que está posicionado para atender aos pequenos empreendedores está bastante ameaçado pois, as ofertas disponíveis na contabilidade online com valores baixos realmente entregam o que prometem.

Acessando a essas plataformas que cobram um ticket baixo o cliente pessoa jurídica pequeno consegue ter facilmente a guia do simples e o seu pró-labore todo o mês, e é isso que ele “precisa”.

Se você atende a esse cliente de baixa complexidade, entenda que ele é um cliente que está mais suscetível a receber uma oferta do serviço de contabilidade online de baixo custo e ficar tentado a aceitar, porque ele é um cliente que não tem capacidade financeira para investir em serviços mais desenvolvidos como uma mentoria por exemplo.

Esse grupo de contadores que está atendendo a esses clientes menores acaba se julgando mais ameaçado.

Mas os contadores que atendem as empresas maiores não podem se considerar livres de ameaças, porque a dinâmica do mercado com a tecnologia está mudando completamente: sempre haverá alguém disposto a fazer o que você faz por um preço menor.

Se você não criar diferenciais que funcionem como barreira de mudança para que o cliente pense muitas vezes antes de sair da sua empresa ele vai receber uma oferta e vai acabar saindo da sua base.

A concorrência está de fato sendo mais agressiva com quem está atendendo esses microempresários, mas isso está acontecendo no mercado como um todo, pois os preços estão caindo em todos os nichos, não é apenas para quem atende o empreendedor pequeno.

Então os contadores que não atuarem de maneira segmentada conhecendo intimamente o seu cliente e de maneira diferenciada com oferta de produtos e serviços diferentes terão problemas sérios com a guerra de preços.

O mercado de pequenas empresas, inclusive as Pessoa Jurídica, é o mercado que a Tactus atua. Concorremos diretamente com empresas que hoje competem cobrando abaixo de R$100,00 mensais.

Nós criamos um tipo de posicionamento onde mostramos que existe uma diferença de preço e valor entre o que as empresas cobram e o que nós cobramos, e o porque existe essa diferença.

Quando o lead entra no nosso comercial identificamos se ele já foi impactado por alguma propaganda dessas empresas e mostramos a ele a diferença do que estamos oferecendo para a qual ele está sendo impactado.

E o nosso departamento comercial mostra ao cliente que a diferença de preço é justificável e que entregamos o valor que ele está pagando.

Olhando de modo geral a Tactus fez a abertura de um número muito maior de empresas do que o fechamento.

As empresas que serão mais ameaçadas são as que não estão sendo competitivas porque não se tornaram digitais, essas empresas sentem muito mais do que a Tactus, por exemplo, que está posicionada de forma bem digital.

Buscamos a competitividade enxugando a máquina e otimizando o processo de forma que seja possível competir com preços colocando alguns diferenciais no pacote de serviços para competir com o preço das empresas que vem com ele mais baixo.

E qual a reflexão que a empresa tem que fazer para entender se está pronta ou não para essa guerra de mercado?

Os empreendedores precisam entender se efetivamente ela tem processos alinhados para ter uma alta produtividade.

A Tactus não tem o perfil para concorrer com a empresa online econômica, pois esta tem uma gestão de processos alinhada que permite que o time faça muito mais, que atenda um número muito maior de clientes, com menor esforço.

A tecnologia por si só resolve alguns problemas, não todos: é preciso de fato ter processos bem trabalhados por pessoas.

Alta produtividade com uso de tecnologia e pessoas capacitadas
Profissionais capacitados e uso de tecnologia proporcionam produtividade

Podemos concluir que com nossos diferencias a Tactus faz 100% da contabilidade de todos os clientes e olhando para o mercado contábil isso é uma coisa que precisa ser muito melhorada e isso tem haver com o alinhamento dos processos e tecnologia.

Os processos executados de forma correta são essenciais.

E para quem quer buscar as dicas e seguir o caminho da diferenciação, qual seria a reflexão que a empresa deve fazer para entender se tem a competência para entrar do outro lado da guerra?

Gestão Contábil

Existe hoje o contador tradicional no centro do mercado, onde existem mais de 65 mil empresas contábeis no Brasil e elas estão sendo muito agredidas pela contabilidade online de baixo custo.

Essas empresas de contabilidade online são investidas com milhões, fica bem complicado competir com esse tipo de empresa e acaba sendo uma briga até desleal, levando em consideração os milhões investidos.

De outro lado existe o modelo de serviço híbrido. Nele é feito o serviço de contabilidade online, mas que contam com pessoas reais por trás, são contadores que fecham a contabilidade, que educam o cliente, que prestam serviços de qualidade, mas o serviço tem um preço menor que o contador tradicional.

O contador tradicional está sendo agredido por uma oferta de preço muito baixo como a da contabilidade online e por uma oferta mais barata só que com mais valor agregado que é a contabilidade online intermediária.

O outro caminho que podemos seguir é o da contabilidade mais cara, que é a contabilidade consultiva.

Nela visamos trazer ao cliente novos serviços e produtos para ajudá-lo na gestão dos negócios.

Esse é um outro enfoque que posiciona o contador como um consultor de negócios, como agente de transformação e que vai se envolver com a gestão do negócio, e não somente os assuntos próprios da contabilidade.

O trabalho do contador consultivo vai além da emissão de guias e impostos, ele se envolve com estratégia, vendas, processos e etc.

Nesse sentido para poder fazer essa jornada de ajudar ao cliente a ser um gestor melhor, a primeira etapa é transformar o mindset.

Somente quando você se enxergar como um contador consultor, e não mais um despachante que só envia a guia para o cliente pagar, esse é o primeiro ponto.

O segundo ponto é transformar a sua empresa contábil. Antes de querer transformar a empresa do seu cliente você precisa melhorar a gestão do seu negócio contábil.

O que vemos muito no mercado são contadores que não fazem a contabilidade da própria empresa, não faz o menor sentido mais acontece muito.

É preciso melhorar a sua empresa contábil antes de oferecer qualquer tipo de melhoria. Isso porque depois de mudar a sua mindset e de ter usado a sua empresa contábil como laboratório vai estar pronto para oferecer esses serviços ao seu cliente e transformar a vida dele.

Toda essa automatização traz o medo para alguns profissionais que estão se formando em ciências contábeis e que pensam que a tecnologia quer acabar com a profissão, esse medo deve existir?

Quem se formou em ciências contábeis tem muitas opções além da contabilidade.

Isso porque hoje em dia a flexibilidade que existe hoje no mercado é muito significativa, o que pode facilitar muito o processo hoje de colocação no mercado.

A profissão, em minha concepção, não vai acabar mas obviamente a tecnologia vai transformar a profissão ainda mais do que já transforma hoje.

O processo de transformação deve ser bem visto pelos profissionais, existe a situação que acaba dificultando o cenário em que as próprias universidades não estão conseguindo formatar os profissionais para o mercado.

A tecnologia vai afetar não somente a profissão contábil, essa mudança vai se estender também a outras profissões como já estamos presenciando, e se esse medo existir não sobrará área de atuação para estudo.

E a profissão contábil na nossa visão pode ser vista como uma das mais promissoras para o futuro, pois ela pode ser ressignificada.

Por isso é tão importante repensar o papel do contador na sociedade, pois se pensarmos no contador como um despachante enfrentaremos problemas, pois, o que acontece sempre é que o mercado retira os intermediários.

Antigamente precisávamos de despachante para resolver coisas no DETRAN, hoje em dia pelo DETRAN online é possível pegar suas guias e resolver suas pendências.

O intermediário foi eliminado com a intenção da burocracia desaparecer.

O governo está se apropriando da tecnologia para acabar com o contador “despachante” e não com a profissão contábil.

E então se o contador for ressignificado como consultor de negócios ele vai permanecer ativo no seu mercado.

As empresas têm problemas de gestão e terão para sempre, pois, quem empreende na maioria das vezes não está pronto.

O novo empreendedor geralmente não sabe o suficiente sobre gestão financeira, não sabe como estabelecer uma boa estratégia, não sabe de processos dentre outras particularidades e se o contador passar a focar nessa área terá um mercado nunca antes visto.

A faculdade acaba sendo com uma auto-escola, ela serve para te habilitar a dirigir, mas você só aprende a dirigir na prática.

O novo profissional não pode se limitar apenas a faculdade, ele deve fazer o curso de ciências contábeis e partir logo para a prática, deve ir logo trabalhar em uma empresa contábil, de preferência que seja mais moderna, para que possa sentir na pele os novos desafios e com certeza ter uma profissão brilhante para os próximos anos.

A tecnologia na verdade vem para libertar o contador das tarefas manuais e burocráticas, ela vem para fazer com que o contador tenha a informação na mão.

Com as informações em tempo real ele pode levar essas informações como recomendação de negócio para os seus clientes pois ela é atual.

A tecnologia deve ser vista como veículo de libertação e para permitir que o contador faça o que ele realmente aprendeu a fazer que são análises e consultoria de direcionamento de negócios para os seus clientes.

Quais as ferramentas essenciais que devem ser utilizadas na transição para a contabilidade digital e como alcançar os melhores resultados com um time pequeno?

Contabilidade Online

A Tactus fez uma grande transformação tanto na parte estrutural, tecnológica, quanto cultural, no processo e produtividade e consegue ser exemplo para todo o país.

Basicamente uma empresa que quer mudar, mesmo com um time pequeno, deve adotar tudo aquilo que permite agilizar o trabalho e torná-lo menos repetitivo, no que diz respeito a automação do escritório e algumas atividades que são repetitivas como geração de folha de pagamento, geração de pro labore e tudo isso pode ser automatizado.

Pode ser automatizadas também as operações relacionadas a apuração de impostos, baixas de notas fiscais, lançamento automatizado dessas notas fiscais, isso tudo pode ser feito através de ferramentas.

O controle, baixa, o envio de documentos para o cliente pode ser todo feito de forma automatizada, hoje temos ferramentas que capturam todas as informações dentro do servidor ou de um Gdrive.

Os documentos são importados, classificados e enviados separadamente para cada cliente de forma muito mais prática, faz o controle de validação, baixando tarefas e assim por diante, isso engloba a parte operacional.

Na parte de marketing utilizamos o CRM de vendas integrado inclusive ao ContaAzul. E como todo o nosso fluxo é controlado desde a entrada do lead onde usamos um serviço de automação de marketing que conecta junto ao serviço de CRM de vendas que conecta com o ContaAzul no sentido de colocar esse cliente que foi convertido para o processo de cobrança.

Temos ferramentas que permitem analisar todo o procedimento de informações de mercado estrategicamente o negócio, o negócio de terceiros, são muitas ferramentas.

Na Tactus atualmente são utilizadas aproximadamente 50 ferramentas diferentes, desde as mais simples até as mais elaboradas.

A contabilidade digital é esse novo modelo que permite aproveitar as informações financeiras e fiscais que o seu cliente alimenta, o controle financeiro. Você aproveita tudo isso para a sua contabilidade.

Ao invés de ficar reprocessando as coisas, redigitando num retrabalho, gastando um tempo e dando margem para erro humano o novo contador pode aproveitar as suas informações e gastar o seu tempo sendo consultor de negócios.

A contabilidade digital que a gente enxerga tem como base o uso de ferramentas estratégicas assim como é o ContaAzul.

Ferramentas Estratégicas

O ContaAzul é uma plataforma de gestão financeira que pode ser usada pelos pequenos negócios, ela automatiza a parte do controle financeiro :

  • Contas a pagar;
  • Contas a receber;
  • Conciliação bancária;
  • Emissão de nota fiscal;
  • Emissão de boleto bancário.

O ContaAzul é um software de gestão poderoso e podemos aproveitar tudo isso para a contabilidade.

O ContaAzul é sem dúvida a principal plataforma para executar esse modelo de contabilidade digital que é o futuro do mercado contábil.

Quem estiver fora desse mercado digital não vai conseguir competir por preço, porque muita gente vai estar oferecendo serviço barato e quem não estiver dentro desse processo não vai conseguir se diferenciar porque não vai ter tempo.

Continuará preso no seu próprio negócio quem não partir para o negócio digital.

Estamos entrando numa era da contabilidade em tempo real onde a simples emissão de uma nota fiscal no sistema de gestão já permite que seja feito imediatamente o registro contábil no livro razão mesmo com isso temos ainda empresas contábeis que ainda não iniciaram o processo de integrar as informações do cliente.

Agilidade na entrega de informações através da tecnologia
Informações em tempo real

Temos ainda muitas empresas contábeis que precisam ganhar esse “chão”, pois logo menos seremos impactados por uma nova onda e ao deixar passar muitas ondas nos distanciamos mais da realidade e da dinâmica do mercado e esse é um fator que afeta diretamente a contabilidade.

Dentro desse processo se o empreendedor não se mover vai acabar ficando pra trás.

O grande problema das empresas contábeis é que muitas vezes os seus empreendedores estão muito mais presos no dia a dia, resolvendo problemas dos clientes e não tem condições de participar dos eventos, fazer cursos, buscar informações, buscar networking, fazer pesquisas, analisar e fazer cursos e de fato mudar o mindset e conseguir entender todo o cenário.

E isso tem que mudar: o contador tem que se desprender e alçar novos voos.

A vantagem que tem o empreendedor hoje é que tudo o que ele quiser fazer outras empresas provavelmente já fizeram e essas empresas estão compartilhando as informações com todos.

A Tactus, por exemplo, tem programas de formação para orientar empreendedores para atuar na área de contabilidade digital.

Dentro de um programa desses há um ganho significativo, pois vamos dizer o que dá certo o que não dá, quais os pontos de maior atenção, como lidar com o cliente, como fazer aquisição e isso tudo faz uma grande diferença.

É preciso buscar essa informação que está disponível no mercado.

Se você não evoluir o mercado não será piedoso e com certeza sua empresa ficará pra trás.

Todo esse cenário de mudança traz mais oportunidade, pois as pequenas empresas também querem o contador presente e essa é a oportunidade de entregar o valor para o seu cliente.

Existe um diferencial que pode ser entregue para essas empresas que representam 27% do nosso PIB, e entregam quase metade das carteiras assinadas do Brasil.

Como ganhar o coração do seu cliente e fazer o movimento de mudança acontecer?

Como mover toda a sua empresa junto nessa mudanças?

E como fazer acontecer esse movimento de forma a não perder espaço no mercado ou as oportunidades?

É um cenário desafiador porque se o empreendedor não engajar o time também não tem chance de chegar longe.

O que fizemos na Tactus foi entender o que outras empresas faziam, e tendo resultados, para servir de benchmarking para aplicarmos no nosso mercado.

Em consequências das nossas ações nos tornamos hoje uma empresa muito mais parecida com uma startup de tecnologia do que com uma empresa de contabilidade.

Os nossos profissionais tem muito mais liberdade, o que sempre foi impensável no mercado contábil.

Nós temos uma empresa focada em resultados e não em monitorar o que nossos colaboradores fazem.

No nosso dia a dia procuramos dar toda a liberdade e proporcionar bem estar para o nosso colaborador.

Essa preocupação como bem estar faz parte do nosso trabalho.

Nos últimos anos aumentamos muito a produtividade por funcionário, o nível de entrega de alguns colaboradores ultrapassa 100 empresas por área.

Nosso departamento profissional gere todas as nossas empresas com apenas 02 profissionais, atendendo também a centenas de empresas.

Chegamos a abrir por mês cerca de 40 empresas, com apenas dois funcionários de legalizações, o nível de produtividade dos nossos profissionais é muito alto.

E o nosso nível de liberdade na empresa é muito alto, o nosso colaborador se sente em casa e nos esforçamos para que esse sentimento seja cada vez maior.

Isso porque é impensável e até mesmo desumano querer que um colaborador trabalhe por exemplo 12h por dia preso e entregando produtividade com cobrança, sem que tenha uma contrapartida para que ele possa trabalhar feliz.

De fato apostamos muito no clima organizacional, criamos o nosso próprio modelo baseados em outras empresas que usamos como referência.

E eu fico muito feliz de ver meus alunos hoje apostando em uma postura diferenciada dentro das suas empresas.

A empresa contábil não precisa mais ser como era no passado onde todos ficavam atrás de uma pilha de papéis e presos numa gestão rígida.

Hoje os negócios digitais são bem diferentes no que diz respeito à gestão de pessoas.

E o empreendedor para ter o engajamento total da equipe deve levar as pessoas para tomar decisão, isso inclui desde o profissional de nível auxiliar.

Nós buscamos a opinião de cada um dos nossos colaboradores para entender como ele pode contribuir com o nosso processo e isso faz com o que time faça parte da entrega e esteja conectado com o propósito que nós temos para o nosso mercado.

É muito claro o nosso propósito para o nosso time, mas ainda sim continuamos exaustivamente inserindo esse propósito na mente deles e consequentemente colhemos os resultados esperados.

Nós nos tornamos dentro do nosso mercado uma empresa que as pessoas querem ir trabalhar, os profissionais querem fazer parte da Tactus.

E isso devemos muito ao aprendizado que tivemos no ContaAzul e com outras empresas, a grande pegada hoje é investir nas pessoas que farão a grande diferença na vida do nosso cliente.

Se você quer ter uma pessoa competente do seu lado você precisa ser competente, e isso serve para disciplina e outras qualidades.

A transformação do ambiente externo começa no ambiente interno: esse é um ponto importante da gestão de pessoas, ela deve começar dentro de você, dentro do seu eu você tem que se transformar como empreendedor.

Liderança Transformadora

E tudo está muito relacionado também à liderança.

Ela é um fenômeno tão importante das nossas relações humanas e que as empresas especialmente nas contábeis que se faz necessário, é preciso ter essa liderança transformadora.

Existem 5 critérios que norteiam uma liderança transformadora:

1 – Desafiar o processo : O empreendedor contábil deve ser aquele que pergunta porque.

Porque estou fazendo um lançamento manual de uma NF, não há como importar?

2- Inspirar visões compartilhadas: Ele tem que ser capaz de definir uma visão de longo prazo com a equipe, onde todos sonhem junto.

3- Capacitar os outros a agir: Esse é um ponto que os empresários contábeis erram muito: não adianta somente você fazer você deve ensinar os outros a fazer é preciso empoderar o funcionário para que ele possa fazer isso.

4- Modelar o caminho pelo exemplo: Você precisa ser o exemplo é preciso mostrar o caminho pelo exemplo que você leva as pessoas.

5- Encorajar as emoções: Você precisa tocar o coração das pessoas, se não houver sentimento as pessoas não se movem. É precisa saber elogiar o funcionário que faz um bom trabalho e incentivar aquele que está desmotivado.

O exercício da liderança e auto gestão são fatores essenciais para exportar para o seu time para que ele tenha realmente comprometimento com o seu objetivo.

O maior ativo das nossas empresas são as pessoas.

E para envolver a equipe nesses movimentos de adaptação e transformação é preciso dar o seu desafio para que  equipe também participe do momento de transformação.

Se quisermos saber como estamos comparados a concorrência e passar esse desafio a alguém da equipe e fazer com que ele se sinta parte da transformação.

Uma liderança transformadora envolve a sua equipe
Transforme e envolva a sua equipe através de sua liderança

Com o seu time como protagonista fica mais fácil que ele fique junto contigo.

Manter a competitividade no mercado contábil não é fácil, mas se torna menos difícil quando seguimos pessoas que já estão no caminho certo e já estão fazendo acontecer.

Deixe um comentário

  Inscreva-se  
Notificação de