Conheça a jornada da empreendedora que decidiu mudar a situação e precisou buscar conhecimento para chegar ao ponto de conseguir atender os próprios clientes.

EMPREENDEDORA CONTÁBIL SEM EXPERIÊNCIA

Estive com a Kelly Fernandes, que é minha mentoranda e nesse artigo vamos compartilhar do que ela me contou um pouquinho do seu percurso e de como começou a sua empresa.

Antes de ser empresária, ela trabalhava no regime CLT com faturamento, em certo momento resolveu pedir as contas e não trabalhar mais como funcionária, ela queria ser a dona do seu próprio negócio.

Assim, começou a empreender, mesmo sem conhecimento. Na época estava no último semestre da graduação e passou a aprender tudo na prática, como as rotinas de escritório contábil e etc.

imagem que represente pessoa buscando conhecimento
Ela fez alguns cursos, mas a maioria dos departamentos na contabilidade ela aprendeu na prática

Sabemos que a graduação não te ensina 100%, muito longe disso. Muito do que se aprende é na prática.

Aos poucos ela foi agregando valor ao trabalho dela, apresentando sua capacidade às pessoas e desenvolvendo um negócio próprio.

Depois de algum tempo, entendeu que precisava buscar mais conhecimento, somente o que tinha não era suficiente. Assim, veio buscar os cursos que oferecemos na nossa escola de negócios.

Estratégia é o que move o seu negócio

Uma palavra que uso muito para os meus mentorandos é a palavra estratégia e Kelly diz que conseguiu desenvolver muito disso depois que começou a ter contato conosco.

Hoje afirma que tem uma estrutura para captar clientes e que desenvolveu coisas que ainda não tinha desenvolvido antes.

Há alguns anos já fazemos mentorias com nossos alunos e entendemos que se acrescentarmos uma consultoria individualizada a cada mentorando seria possível ajudar mais de forma individual, para que depois ele pudesse performar em grupo.

imagem que represente consultoria individualizada
Umas das etapas que os mentorandos passam é pela consultoria com a Rebeca para diagnóstIco e avaliar o negócio atual de cada empresa, passando a entender suas particularidades e dores

A Kelly no nosso programa passou por duas consultorias, uma com a Rebeca e uma comigo.

Evoluir é um processo

Na consultoria eu mostrei que ela poderia fazer muito mais, vi muito potencial no trabalho dela e foi um choque de realidade!

Ela entendeu vários pontos, como ser mais agressiva na captação de clientes e até mesmo manter eles.

Quando alguém te fala algo que gera um incômodo há duas possíveis reações: você pode ficar bravo ou aprender com aquilo e a Kelly entendeu, levou as observações críticas para o lado da evolução.

Nem todo mundo consegue evoluir profissionalmente, grande parte das pessoas tem uma energia subutilizada porque não se cobra e também ninguém cobra.

Entenda que a Kelly Fernandes evoluiu muito depois que entrou no nosso programa, crescendo 40% em três meses e passando a mudar muito depois do choque de realidade que teve.

E em alguns pontos teve que retroceder, para depois acelerar.

Um ponto importante, que eu entendo plenamente quando ofereço cursos para as pessoas, é que você só pode se propor a oferecer treinamento se quer que os que estão com você se desenvolvam e se tem interesse na evolução das pessoas.

imagem que represente mentoria AH
Algumas pessoas precisam de mais, outras de menos tempo para se desenvolver numa mentoria

Tem gente que não vai evoluir e faz parte do jogo.

Busco sempre enxergar no que posso ajudar em cada pessoa, uso os contatos que eu tenho como sendo um fator que pode impulsionar ela.

Enfrentando desafios pessoais e profissionais

Kelly trabalhou muito a questão da timidez e isso foi desafiador para ela.

Hoje ela fala melhor em público e melhorou muito em todos os aspectos. Ter desenvoltura ajuda muito, abrindo novos leques e possibilidades.

Ela fez a nossa oficina de vídeos, e diz que foi transformador.

Lidar com a própria imagem não é fácil, mas é possível aprender a não se julgar.

Hoje o mundo é digital, não dá pra negar isso e é preciso acompanhar essa evolução para estar produzindo o que as pessoas querem assistir.

Kelly diz que não fica mais num processo de autocrítica como antes, ao gravar os seus conteúdos ela acha muito legal ser natural e não forçar nenhum personagem.

imagem que represente gravação de podcast
Um fato importante a aprender é que ninguém é obrigado a entender ou gostar, o importante é dar o seu melhor

Kelly aparenta ser muito mais nova na questão da idade, até pela forma que se comporta e se veste.

Nós contadores não fomos “preparados” para uma postura tão descolada.

Nós fomos criados numa sociedade que impõe certas “regras de vestimentas” de acordo com as profissões.

Mas agora estamos vivendo uma nova geração de empreendedores contábeis, parte é composta por quem se transformou e rejuvenesceu e outra parte já é uma era que veio do digital.

É claro que a pandemia foi muito ruim num contexto geral, mas profissionalmente ela já estava adequada, então seu time trabalhou tranquilamente de casa e não teve maiores dificuldades pois já estava preparada.

A meta da Kelly é sair da execução das tarefas operacionais, assim como eu.

Hoje ela faz pouco, mas a meta é zerar.

Outro ponto relevante é o networking que é extremamente importante para trocar ideias, ter insights e evoluir com as pessoas.

Dicas para iniciantes na contabilidade

Quem está começando e está inseguro: qual a dica? Ela diz: primeiro comece, é comum ter insegurança no início de como fazer, o que fazer, quais recursos utilizar, mas isso não pode te segurar.

Procure conhecimento, faça alguns cursos, tenha base e coragem.

O contador tem que estar em constante crescimento pois sempre acontecem mudanças na legislação e as empresas têm que saber.

imagem que represente empresa contábil digital
O digital está cada dia mais forte e as empresas também devem entender isso

As pessoas acabam se acomodando no CLT, mas o empreender traz outras alternativas e é importante mostrar que é possível ter sucesso quando temos objetivos.

O segredo do sucesso é tentar ser melhor naquilo que as pessoas insistem que você já faz muito bem.

5 1 vote
Avaliação do artigo
Inscreva-se
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

CADASTRE-SE E RECEBA

E-book Marketing Contábil 2.0 e o E-book 41 Técnicas de Negociação para Contadores